Bulher
NotíciasPlástico

Programa investirá R$ 25 milhões em reciclagem

Serão 200 cooperativas e operadores privados contemplados em todo o Brasil

A Eureciclo, maior certificadora de logística reversa de embalagens do Brasil, lança o Eureciclo Impacta, programa que vai investir R$ 25 milhões em cooperativas.

A princípio, serão mais de 200 cooperativas e operadores privados beneficiados com o programa.

Assim, o Eureciclo Impacta promove a estruturação e a formalização das empresas do mercado, bem como estimula a reciclagem de volumes mais expressivos de resíduos. 

Leia mais:

Esse valor é maior que o total investido desde o início das operações, que foi de R$ 23 milhões.

No geral, totalizando quase R$ 50 milhões de investimento até o fim deste ano.

Segundo Marcella Bueno, diretora de operações da Eureciclo, todo o projeto acontece por meio da compensação ambiental e dos Certificados de Crédito de Reciclagem (CREs).

Para a diretora, o modelo é uma das melhores soluções para um país de dimensões continentais, já que trabalha com resíduos equivalentes.

Isso porque, em vez de reciclar os itens exatos que colocou no mercado, não conseguiu recuperar.

Bueno explica que “A empresa pode optar pela reciclagem de pesos proporcionais do mesmo tipo de material, como papelão ou vidro, por exemplo”.

Dessa forma, a Eureciclo já compensou, 400 mil toneladas de resíduos em parceria com mais de seis mil clientes que utilizam o serviço no Brasil.

Como será dividido o investimento?

eureciclo

Atendendo 200 cooperativas e operadores privados, é possível homologar mais agentes e expandir o programa para novas regiões.

Ainda mais, a qualificação permite ampliar a quantidade e a triagem dos materiais em diversos grupos, e não apenas em papel, vidro, metal e plástico.

De início, o investimento será dividido em duas frentes, sendo o processo tradicional de comercialização dos CREs e o investimento adiantado.

O processo tradicional de comercialização dos CREs, acontece após a venda do material triado pelos operadores à indústria transformadora, parecido aos créditos de carbono.

No segundo caso, os parceiros selecionados recebem antecipadamente, com geração posterior de créditos, como uma forma de ajudar a aumentar a capacidade operacional.

Além disso, o programa também beneficia agentes de reciclagem que não têm conhecimento para formalizar seus serviços.

Cerca de 70% das centrais parceiras viram sua produtividade crescer em 2021.

De acordo com a diretora, o objetivo é incluir nesse ciclo os trabalhadores que ainda não atingiram a estrutura ideal.

Bueno destaca: “Continuamos a busca por uma forma de contemplar toda a rede, que é fundamental para a reciclagem”.

Como funcionam os Certificados de Crédito de Reciclagem?

Os certificados funcionam com a mesma ideia dos créditos de carbono, no entanto, são voltados à logística reversa.

Pela Política Nacional de Resíduos Sólidos, devem se responsabilizar por, no mínimo, 22% da destinação ambientalmente correta destes resíduos após o consumo.

Com isso, as empresas preferem comprar os Certificados de Crédito de Reciclagem, em vez de investir em uma estrutura produtiva logística reversa.

Nesse sentido, os parceiros da Eureciclo compram os Certificados de Crédito de Reciclagem que correspondem aos 22% das embalagens estabelecidas na lei.

Mas, além disso, se pode escolher planos maiores, a fim de compensar 100% ou 200% de suas embalagens.

Sobretudo, o selo Eureciclo de quem compensa 22% é diferente do selo de quem faz mais do que pede a lei.

Essa é uma forma de diferenciar a quantidade de resíduos reciclados por cada marca.

Quer estar sempre informado sobre a indústria do plástico? Preencha o nosso formulário para receber novidades e conteúdo de qualidade do mercado plástico.

Botão Voltar ao topo