Blob Web
Notícias

Plástico Verde em Tampas de Garrafas PET

Empresa japonesa passa a usar plástico verde em tampas de garrafas PET

 

A indústria Suntory passará a usar plástico verde, proveniente de Braskem, em 30% de sua produção de tampas para garrafas PET de água mineral. Hoje a produção desse produto é de 26 milhões de unidades por ano

 

Dando um passo em direção à sustentabilidade, a Suntory, indústria japonesa fabricante de bebidas que é líder no segmento, passará a adotar plástico verde nas tampas de suas garrafas de água mineral de 550 ml.

A resina de origem renovável para a produção desse plástico verde será fornecida pela Braskem, maior petroquímicas Américas e líder mundial na produção de biopolímeros. Ao todo, o plástico verde representará 30% de todo o plástico usado nas tampas da água “Suntory Aso Tennensui”.

A estimativa é de que a Suntory produza 26 milhões de unidades de garrafa de água por ano, o que significa que quase um terço dessa produção utilizará plástico verde nas tampas.

 

Empresa japonesa é pioneira no uso par ao segmento

Com essa iniciativa, a Suntory se torna a primeira indústria do mundo a adotar a resina em tampas de garrafas PET. Essa parceria amplia a presença de plástico verde no mercado asiático e permite que mais indústrias conheçam as alternativas sustentáveis.

O diretor de Químicos Renováveis da Braskem, Alexandre Elias, afirmou, em release divulgado pela empresa, que a preocupação com adoção de soluções inovadoras e de menor impacto ambiental está cada vez mais presente nas empresas do mundo. Segundo ele, o Polietinelo Verde já é usado em diversos segmentos.

O plástico verde da Braskem é produzido a partir de etanol (da cana-de-açúcar), que é uma matéria-prima 100% renovável.

O plástico verde tem sido distribuído pela Ásia e Oceania para uma grande variedade de aplicações. É uma tendência sustentável que não para de crescer!

 

O que é o plástico verde

O plástico verde foi criado com o objetivo de diminuir os impactos da indústria petroquímica na produção e comercialização do plástico. Diferente do plástico comum, que é produzido de uma fração do petróleo chamado nafta, o plástico verde é produzido de matéria renovável.

O álcool etílico, obtido a partir da cana-de-açúcar, possui as características necessárias para a produção do polietileno (PE). Esse é o plástico verde.

A principal vantagem do produto não refere-se a características físicas, até porque essas características são muito semelhantes às do plástico comum, mas sim ao fato de ser produzido de origem vegetal.

Para ser produzido da cana-de-açúcar, esse plástico verde capta CO2 da atmosfera. A estimativa da Braskem é que para cada tonelada do plástico verde produzida, 2,5 toneladas de CO2 sejam captadas do Ambiente.

Outra vantagem mercadológica do plástico verde é que tanto as propriedades mecânicas quanto a processabilidade da resina são idênticas às do petroquímico convencional.

 

Continue por dentro das novidades

Gostou de saber notícias relacionadas ao setor plástico? O Plástico Virtual mantém seus usuários por dentro das principais novidades do segmento no Brasil e no Mundo, com curiosidades, notícias e informações úteis. Acesse www.plasticovirtual.com.br e não perca!

Tag

Artigos relacionados