Casa / Notícias / Plástico / Mercado também conta com carros que usam garrafas PET

Mercado também conta com carros que usam garrafas PET

Garrafas PET são cada vez mais utilizadas por diversas indústrias para o reaproveitamento das fibras existentes no componente. É o caso de carros que usam garrafas PET para compor carpetes e outros componentes

 

Uma das vilãs mais conhecidas do Meio Ambiente, a indústria automobilística vem mudando o conceito de poluição da natureza. Uma das iniciativas verdes adotadas pelas montadoras é utilizar garrafas PET descartadas para fabricar componentes dos veículos. Esses carros que usam garrafas PET mostram o potencial sustentável da indústria automobilística, quando unida à indústria plástica.

A Ford, uma das principais montadoras do mundo, utiliza quase quatro quilos de garrafas PET para a fabricação dos carpetes e outros componentes do modelo Focus. Já a Renault, também conhecida mundialmente, a matéria-prima obtida das garrafas PET não é usada apenas no assoalho, mas no forro do porta-malas e no tampão que separa o compartimento de bagagem da cabine (nos modelos hatch).

O objetivo é reaproveitar um material que seria descartado na natureza e poderia prejudicar a decomposição de outros resíduos, caso dispensado em aterros sanitários. A garrafa PET acaba por impermeabilizar algumas superfícies, dificultando a decomposição de determinados materiais. Eis um dos motivos para o incentivo ao reaproveitamento das fibras de PET em calças, camisetas e outros produtos, tais como carros que usam garrafas PET.

Ford

Para mudar o conceito de que indústria automobilística é poluidora e responsável pela degradação da natureza, a Ford possui um setor de Reciclabilidade e Engenharia de Materiais que trabalha de forma interligada com todas as unidades ao redor do mundo para buscar soluções ecologicamente corretas que possam ser inseridas nos componentes dos veículos.

De acordo com reportagem divulgada pela montadora, a estratégia nos próximos anos é ampliar esses números, produzindo carros 85% recicláveis e que sejam também 95% renováveis posteriormente.

O Ecosport, por exemplo, tem cerca de 70 garrafas PET de 2 litros transformado em componentes. Os carpetes, por exemplo, são 100% fabricados com garrafas PET.

O modelo também tem 1kg de fibras têxteis reutilizadas (de camisetas e calças jeans) que geram isolamento acústico. E o investimento não para por aí, a montadora vem trabalhando para aplicar componentes sustentáveis na carroceria e interior do veículo, bem como no motor e embreagem.

Renault

Também antenada em soluções sustentáveis, a Renault investe no segmento com carros que usam garrafas PET. Os carpetes que revestem assoalho, o forro do porta-malas e o tampão que separa o compartimento de bagagem da cabine utilizam fibras de garrafas PET recicladas.
Com isso, milhões de toneladas de plástico já deixaram de poluir a natureza. Basta fazer as contas: para produzir 1kg de fibra reciclada são usadas 22 PETs. No caso do Sandero, por exemplo, o carpete que o forra pesa de 2,5kg a 2,7 kg. Dessa forma, calcula-se que um carro de porte médio utilize 60 garrafas de 2 litros.

 

Saiba mais sobre o universo dos plásticos

O site Plástico Virtual mantém seus usuários atualizados sobre todas as novidades e curiosidades do segmento plástico, inclusive carros que usam garrafas PET.

Além disso, verifique

Veja outros lançamentos da Interplast e EuroMold 2018

De 14 a 17 de agosto, expositores levarão novidades para os visitantes A edição de …