mc components muck maq
EconomiaNotíciasPlástico

Impactos no mercado industrial: coronavírus traz risco para a economia

O surto da doença acarreta impactos para a economia global e brasileira afetando todo o mercado

O coronavírus na China tem causado impacto nas economias globais. O dólar americano apresentou alta de 0,63% e chegou a ser negociado a R$4,25. Só em 2018, as importações oriundas da China cresceram 35 %, mostrando que a suspensão chinesa pode afetar o mercado interno a médio prazo.

O Ministério da Economia ainda acredita que o país vai crescer 2,5% neste ano, porém alguns economistas possuem dúvidas sobre o cenário do mercado. O presidente Jair Bolsonaro declarou “nossas exportações, pode ser que afetarão 3%. Afinal, a China é o nosso maior mercado exportador (importador)”.

Para o Presidente da ABIMEI (Associação Brasileira dos Importadores de Máquinas e equipamentos Industriais), Ennio Crispino, é importante avaliar o impacto das importações pro país, e que “se realmente houver uma diminuição, certamente a economia poderá ser afetada e uma diminuição no PIB estimado para 2020 será reavaliada”.

Crispino pontua que “ainda é cedo para ter uma noção das extensões dos efeitos do coronavírus, mas, é certo que haverá atrasos provocados pela paralisação nas atividades industriais da China. Somente até o final do mês de fevereiro quando as fábricas voltarem a produzir, é possível ter uma ideia mais clara de quanto a cadeia será afetada, inclusive no setor de máquinas e equipamentos”.

O presidente da ABIPLAST (Associação Brasileira da Indústria do Plástico), José Ricardo Roriz Coelho explica que o coronavírus pode impactar o mercado de produção de plásticos. Segundo ele “empresas brasileiras já citam um aumento na procura por produtos para exportação para China”.

Em 2018, as exportações brasileiras para a China cresceram 35%, e devido ao surto do coronavírus, as fábricas paralisaram suas atividades. “Possivelmente, as exportações de commodities agrícolas para a China poderão sofrer um aumento considerável, pois a população da China precisará se alimentar, e sua produção local pode ser afetada, criando uma oportunidade para o Brasil de importar mais”, destaca Crispino.

Roriz ainda explica que será possível ver os impactos no aumento do consumo de descartáveis, em contradição a toda essa movimentação de banimentos e proibições. “Em casos de problemas de saúde pública, os descartáveis são soluções importantes para evitar contaminação. A própria ANVISA recomenda não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, prato, copos ou garrafas devido ao vírus”.

Em meio à crise do coronavírus, a Bolsa de Valores de Xangai, reabriu com queda de 7%, no último dia 03, o patamar mais baixo em quatro anos. A Bolsa de Valores Brasileira apresentou queda no último dia 27.  O Ibovespa encerrou em desvalorização de 3,29%, a 114.481 pontos, sendo a maior queda dos últimos meses.

Quer saber mais sobre a indústria do plástico? Preencha o nosso formulário para saber mais novidades receber os conteúdos de qualidade do mercado plástico.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo