mc components muck maq
EmpresaNotíciasPlástico

Projeto trouxe a cooperação e união entre empresas do mercado industrial

O projeto Empresas do Bem arrecadou doações para a fabricação de 150 mil máscaras de proteção para o combate do novo coronavírus

O projeto Empresas do Bem trouxe a união de empresas como a PQS, Termocolor, Metagal, Plascomcor, Plástico em Revista, Plástico Virtual, Grupo Focus, Wilton, Caldense Embalagens, BASF, Whirlpool, Plásticos Mauá Sul, Embaquim, Adirplast, Funorte, Abiplast, Sindiplast, CIESP Jundiaí na luta contra o novo coronavírus.

A PQS tomou conhecimento do projeto através de seus clientes, e se aliaram a causa. Aderiram ao projeto com a doação de quase 9 toneladas de resina PET para a fabricação das máscaras. “O projeto Empresas do Bem uniu a cadeia produtiva do plástico em benefício da sociedade e nos orgulhamos de fazer parte desta ação”, explica Felix Lavin, CEO da PQS.

A resina PET é utilizada em diversas aplicações e se tornou um produto muito importante neste período, uma vez que é utilizada em embalagens de bebidas, alimentos, produtos de limpeza e higiene.

Lavin conta que a empresa está engajada em outras iniciativas também. “Em São Paulo, por exemplo, fornecemos resina PET para a produção de 300 mil frascos de limpador de superfícies CIF + Álcool para comunidades carentes. Esse projeto, União que faz o Bem, é um projeto da Heineken e Unilever e mobilizou diversas empresas para atuar na redução do contágio”.

 Já em Pernambuco, a empressa fez doações de recursos financeiros ao Governo do Estado, por meio do programa social Pernambuco Solidário, que está reforçando a rede pública de saúde e a construção de hospitais de campanha. “Estamos esperançosos de que, em breve, a vida comece a retornar ao ritmo normal, incorporando, é claro, novos hábitos de prevenção até que se desenvolva uma solução definitiva para a doença”.

O CEO ainda finaliza que a empresa está atenta ao que acontece e buscando priorizar a saúde de seus funcionários. “Aqui, adotamos o trabalho remoto para grande parcela de nossos integrantes, cancelamos viagens, visitas externas, eventos internos. É importante deixar claro que esse é um momento novo para todos e os procedimentos vão avançando de maneira gradativa, de acordo com as recomendações emitidas pelos órgãos competentes. Desenvolvemos uma plataforma digital capaz de monitorar as condições de saúde dos integrantes, esteja ele em casa ou na companhia. Com essa ferramenta, vamos poder atuar com mais precisão”.

A PQS conta com o Complexo Petroquímico de Suape PQS, um negócio da Alpek Polyester. Formado pela Companhia Petroquímica de Pernambuco (PetroquímicaSuape) e Companhia Integrada Têxtil de Pernambuco (CITEPE), está localizado no Complexo Industrial Portuário de Suape, em Ipojuca, Pernambuco. A PetroquímicaSuape é a única produtora de PTA na América do Sul, com capacidade nominal de produção de 640 mil toneladas/ano. O consumo nacional de PTA é majoritariamente destinado à produção de resinas PET.

Quer saber mais sobre a indústria do plástico? Preencha o nosso formulário para saber mais novidades receber os conteúdos de qualidade do mercado plástico.

Tag

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar