Blob Web
Notícias

SEBRAE e BRASKEM criaram planos de ação para 12 empresas de SC

Após quase um ano desde o início do Projeto de Encadeamento Produtivo Braskem/Sebrae-SC, 12 empresas do setor plástico foram analisadas e ganharam um plano de ação para as mudanças que precisam ser feitas em sua gestão.

Desde fevereiro, micro e pequenas empresas de beneficiamento de plástico passaram a estreitar relações com a petroquímica nacional Braskem, com o apoio do Sebrae/SC, que também auxilia na gerência dos negócios dessas empresas na região.

O objetivo do Projeto de Encadeamento Produtivo, de forma coletiva, é o desenvolvimento de uma cadeia de valor entre as empresas de plástico e uma grande empresa, nesse caso, a Braskem, que é uma consumidora potencial.

Em entrevista ao Dnsul, jornal de Santa Catarina, o consultor do Sebrae/SC e do projeto, Daniel Santos de Bitencourt, explicou a ação. “Numa análise vertical da cadeia, o fortalecimento de fornecedores ou consumidores, que são as empresas menores, fortalece a empresa central, mas ganha o mercado como um todo, pois as micro e pequenas passam a produzir mais”, destaca.

O jornal ainda relatou que doze empresas de Criciúma, Siderópolis, Treviso, Urussanga, Araranguá, Tubarão e São Ludgero, as quais atuam em diferentes formas de distribuição do plástico, passaram por um diagnóstico no início do projeto, a fim de identificar as necessidades de cada uma e do grupo.

A partir disso, o Sebrae criou planos de ação, com orientações e atividades como planejamento estratégico, capacitação, liderança de equipes, gestão financeira, conhecimento de mercado (com participação em feiras e rodadas de negócios), questões técnicas e novas tecnologias para o setor, entre outras.

Tag

Artigos relacionados