Bulher
COVID-19EmpresaNotíciasPlástico

[COVID-19]: E-commerce para as indústrias

Acompanhe o artigo do Rodrigo de Oliveira Neves, CEO da VitaminaWeb com dicas para tornar sua indústria online

Em nossas notas diárias, trouxemos dicas para você manter a sua indústria ativa. Rodrigo de Oliveira Neves, CEO da VitaminaWeb e Presidente ABRADI Regional São Paulo fala como o e-commerce pode oferecer benefícios para a sua indústria e para o seu mercado.

A internet é a maior responsável por um grande espaço de oportunidade para todo tipo de negócio, que trouxe novos modelos de vendas, e tem se tornado senão o principal, um dos principais meios de transações financeiras para pessoas físicas e jurídicas.

O e-commerce (comércio eletrônico) é a definição para as transações de negócios que ocorrem no ambiente virtual. Segundo dados divulgados pela Compre&Confie o crescimento nos últimos 3 meses comparados com o mesmo período do ano passado teve um crescimento maior que 26%. Para o segmento da indústria a expectativa era um crescimento de 12% em 2020 relacionado ao ano anterior, segundo a Ebit/Nielsen.

O principal passo para desenvolver um e-commerce é ter em mente que a partir de agora ações digitais deverão ser presentes em seu plano de comunicação e estratégias deverão ser desenhadas para esse mercado. O setor industrial foi um dos setores que mais precisou se adaptar e aderir aos meios digitais como solução não apenas para captação de clientes, mas sim para entendê-los e acompanhar as diversas mudanças que vem acontecendo.

Apesar da revolução tecnológica sempre impactar o setor industrial, seja ela qual for, podemos dizer que existe sim o lado positivo e vantajoso que são as inúmeras ferramentas disponíveis para auxiliar nesse processo. Mas não pense que somente o setor e produção foi impactado, outros setores também tiveram que se adaptar e receberam novas formas de trabalhar. Podemos dizer que a principal responsável foi a evolução da internet. Por meio dela, muitos processos podem ser executados a distância e possibilitam que a produção funcione remotamente, como se houvesse uma presença física.

Outro ponto positivo é que a internet é responsável por criar um espaço próprio para todo e qualquer tipo de negócio e não possui restrições quanto a distância ou algo do tipo. Indústrias podem terem seu próprio e-commerce, seja ele para atender diretamente o varejista ou o consumidor final. O grande receio no início, se um e-commerce for aberto para atender o consumidor final, era não bater de frente com seus principais varejistas, isto causaria um conflito e poderia causar uma má impressão para a empresa. Para evitar este tipo de situação, tudo deve ser estudado, analisado e estruturado.

Muitas industrias optaram por oferecer lojas mistas, onde o consumidor final pode realizar a compra pelo site e retirar na loja física, outras disponibilizam um mix de produto diferenciado pelo site. Estas são táticas que o setor industrial encontrou para não bater de frente com o varejo e ao mesmo tempo aumentar seu potencial de vendas. Mas deixamos claro que, devemos entender e conhecer nossos clientes e consumidores para a escolha destes produtos e não ser apenas uma estratégia implantada sem preparo. Por esse motivo, ter o perfil do consumidor, o chamado persona, é muito importante podendo ter uma otimização de vendas, melhorias nos produtos e desenvolvimento de novos.

Com essa persona definida, campanhas específicas para o mercado digital (ecommerce) poderão ser trabalhadas. O contato mais próximo com o consumidor final se tornou um dos pontos principais para a indústria onde a sinergia com o mercado tende a aumentar. Não podemos esquecer que o contato com o usuário é 100% visual, então a apresentação conta e muito.

Utilize de todos os recursos disponíveis para apresentar seus produtos como, fotos e recursos de audiovisual. Detalhe o maior número de informações possíveis. Algo que deveria ser rotina, mas muitas vezes ainda é um pecado cometido. E lembrando que são pequenos detalhes que fazem a diferença. Da mesma forma que a apresentação deve ser trabalhada, as mudanças dos processos internos são estritamente fundamentais para um desenvolvimento.

Os longos processos tiveram que ser redesenhados de modo que fossem facilitados. Iniciando pelo atendimento, logística e organização. Desenhar cada uma das etapas de venda é a melhor maneira para planejar e ter certeza que tudo está fluindo.

Trabalhe o SEO do seu site, use de canais de divulgação, pois estes são capazes de captar leads (potenciais clientes qualificados) para a sua indústria, impulsionando sua marca no mercado. Alguns dos mais eficazes são os blogs, redes sociais, sites e e-mails. Entre os canais de divulgação, devemos destacar que cada um deles possui uma linguagem diferenciada. Logo, a forma de se comunicar muda.

Tenha um SAC para esclarecimento de dúvidas, informações e sugestões para o cliente. Esse canal faz com o que cliente, seja o varejista ou o consumidor final, se sinta mais próximo da empresa e uma credibilidade é alcançada.

Seguindo esses passos e tendo em consideração as funcionalidades das plataformas utilizadas, suas estratégias se tornam mais assertivas, trazendo resultados para sua indústria. Alavancando as vendas do seu negócio por meios digitais, mostrando como o e-commerce pode ser uma ótima opção para o crescimento.

Esta nota diária é uma ação do Portal Plástico Virtual em parceria com as revistas Embanews e Ferramental, e a Feira Interplast.  Nos unimos para vencermos juntos a atual situação, além de mantermos você atualizado com as principais informações a respeito do atual momento em que vivemos. Para saber mais sobre o Projeto: Juntos para vencer a pandemia, assista ao vídeo.

Preencha o nosso formulário para receber mais novidades e conteúdos de qualidade do mercado plástico.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo