Bulher
NotíciasPlástico

Cidade brasileira inteligente e sustentável

Smart City Laguna oferece soluções sustentáveis pensadas para diminuir o impacto das mais de 200 famílias residentes na cidade

O Brasil ocupa o 4º lugar no ranking dos países que mais produzem lixo plástico, e recicla menos de 2% disso, segundo dados do Banco Mundial. Portanto, conheça a cidade inteligente criada nesse contexto.

Dessa forma, pensando em uma maior sustentabilidade, a construtora Planet Smart City oferece diretrizes pensadas para o máximo aproveitamento da reciclagem destes resíduos em seus bairros e cidades inteligentes.

Susanna Marchionni, CEO da Planet no Brasil, explica que as ações de reciclagem em funcionamento demandaram planejamento estratégico para envolver toda a comunidade. 

Marchionni diz “Uma cidade inteligente deve investir em projetos de educação ambiental para que seus moradores consigam diminuir o impacto de suas ações no planeta, porque todos sabem da importância, mas nem sempre se esforçam o suficiente por não saber por onde começar. Ter bons exemplos ao nosso redor pode incentivar de forma correta futuras ações em prol da proteção, recuperação e do uso sustentável do nosso planeta”.

Na Smart City Laguna, por exemplo, disponibiliza-se uma ilha de coleta seletiva com lixeiras de cores diferentes indicando o descarte correto de itens como plástico, vidro, alumínio e papel. 

Eventualmente, o lugar é frequentado por mais de 200 famílias residentes, onde cada uma faz a separação minuciosa do seu próprio lixo.

A compostagem da cidade inteligente

Contudo, para envolver a comunidade, a cidade também realiza outras ações como a compostagem comunitária.

Na compostagem os moradores podem descartar restos de verduras e legumes, cascas de frutas, borras de café e cascas de ovos. Dessa forma, após um período na composteira tornam-se adubo que utilizam na horta comunitária ou no jardim particular de cada família.

A CEO acredita que o sistema implantado colabora para que a comunidade esteja envolvida no cuidado com a limpeza da cidade. “O nosso incentivo é colhido em resultados. A nossa cidade é bem limpa e mesmo em áreas onde não existem muitas lixeiras, não se vê lixo no chão”, comenta Susanna.

Além disso, aulas para evitar o desperdício de alimentos também são ministradas para a comunidade no espaço “alimentação smart”, onde os moradores aprendem como utilizar os alimentos em sua totalidade por meio da promoção de hábitos alimentares adequados.

Sobre a empresa

A empresa proptech Planet Smart City projeta e constrói cidades e bairros inteligentes inclusivos, que fornecem mais do que apenas residências. 

Portanto, com presença global no mercado imobiliário a preços acessíveis, tanto em mercados emergentes quanto nos desenvolvidos, a Planet melhora a qualidade de vida de seus moradores, aplicando sua experiência em integração de soluções inteligentes, tecnologias digitais, serviços e inovação social. 

Seus bairros inteligentes, sustentáveis e socialmente inclusivos são apoiados pelos serviços do Planet App, uma plataforma digital própria que permite que os moradores interajam entre si e com o bairro ao seu redor. 

O grupo fundado em 2015 pelos especialistas imobiliários italianos Giovanni Savio e Susanna Marchionni é líder global em Cidades Inteligentes Inclusivas, e tem sede em Londres, com escritórios na Itália, Brasil, Reino Unido e Índia. 

A Planet está executando um ambicioso plano de expansão, que inclui o lançamento de 30 projetos no mundo até 2023. 

A proposta única da Planet se tornou realidade no Brasil, onde estão sendo construídos projetos horizontais:

  • Ceará – Smart City Laguna
  • Rio Grande do Norte – Smart City Natal
  • Ceará – Smart City Aquiraz

E verticais na cidade de São Paulo, com mais de 2.500 apartamentos com o parceiro local InLoop com a marca Viva!Smart.

Leia também sobre o refrigerador sustentável.

Quer estar sempre informado sobre a indústria do plástico? Preencha o nosso formulário para receber novidades e conteúdo de qualidade do mercado plástico.

Botão Voltar ao topo