Casa / Notícias / Nova CNH será em cartão plástico com chip e QR Code

Nova CNH será em cartão plástico com chip e QR Code

Intenção da mudança é aumentar durabilidade e facilitar o acesso aos dados do motorista

O tradicional papel da CNH – Carteira Nacional de Habilitação, será substituído por um cartão com chip, com o objetivo de diminuir as fraudes e agilizar a fiscalização. De acordo com uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito, o Contran, a mudança da nova CNH deverá ser implementada até 1 de janeiro de 2019.

A Carteira Nacional de Habilitação em papel passou por algumas mudanças nos últimos meses, justamente para reforçar a segurança. Um dos atributos da CNH plástica é o QR Code, que quando lido em um aplicativo específico, facilita o acesso rápido às informações do condutor. Além do QR Code, o cartão contará com um chip que também terá registro de todos os dados do motorista.

Segundo Alexandre Baldy, Ministro das Cidades, o novo formato oferecerá mais segurança e aumentará a durabilidade do documento. A expectativa é de que o cartão também possa ser utilizado para outros fins, como pagamento de pedágio, transporte público, validação do documento em outros países, além da identificação biométrica em bancos, órgãos públicos e afins – as digitais serão armazenadas no chip junto aos dados.

Para facilitar a integração com diferentes serviços, a nova CNH tem proposta de ser baseada em tecnologias com protocolos abertos, ou seja, a permissão do uso do cartão não dependerá exclusivamente de softwares ou equipamentos tão específicos.

O processo da mudança será gradativo, de acordo a demanda de cada Detran – Departamento de Trânsito. Começa no início de 2018 e tem prazo de um ano para finalização, por isso, até 1° janeiro de 2019 todos os Detrans precisam estar adaptados ao modelo.

É importante citar que, o Contran avisa que não é necessário que o cidadão se apresse para fazer a troca, pois a CNH em papel será aceita até a data de seu vencimento – a versão em cartão será emitida na renovação ou emissão de primeira e segunda via.

A CNH eletrônica, CNH-e, deverá estar disponível em todo o Brasil até fevereiro de 2018 e com ela, é possível mostrar às autoridades a partir dos smartphones. Apesar de todas essas mudanças, não ficou claro se o novo formato (em cartão plástico), aumentará os custos de emissão do documento, nem se haverá alteração nos prazos de emissão.

Além disso, verifique

Encontro de Líderes da Mecânica Manufacturing Experience já tem três mil participantes confirmados

Evento abordará sobre o futuro da indústria no país e os desafios para a retomada …