Casa / Notícias / Nova CNH será em cartão plástico com chip e QR Code

Nova CNH será em cartão plástico com chip e QR Code

Intenção da mudança é aumentar durabilidade e facilitar o acesso aos dados do motorista

O tradicional papel da CNH – Carteira Nacional de Habilitação, será substituído por um cartão com chip, com o objetivo de diminuir as fraudes e agilizar a fiscalização. De acordo com uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito, o Contran, a mudança da nova CNH deverá ser implementada até 1 de janeiro de 2019.

A Carteira Nacional de Habilitação em papel passou por algumas mudanças nos últimos meses, justamente para reforçar a segurança. Um dos atributos da CNH plástica é o QR Code, que quando lido em um aplicativo específico, facilita o acesso rápido às informações do condutor. Além do QR Code, o cartão contará com um chip que também terá registro de todos os dados do motorista.

Segundo Alexandre Baldy, Ministro das Cidades, o novo formato oferecerá mais segurança e aumentará a durabilidade do documento. A expectativa é de que o cartão também possa ser utilizado para outros fins, como pagamento de pedágio, transporte público, validação do documento em outros países, além da identificação biométrica em bancos, órgãos públicos e afins – as digitais serão armazenadas no chip junto aos dados.

Para facilitar a integração com diferentes serviços, a nova CNH tem proposta de ser baseada em tecnologias com protocolos abertos, ou seja, a permissão do uso do cartão não dependerá exclusivamente de softwares ou equipamentos tão específicos.

O processo da mudança será gradativo, de acordo a demanda de cada Detran – Departamento de Trânsito. Começa no início de 2018 e tem prazo de um ano para finalização, por isso, até 1° janeiro de 2019 todos os Detrans precisam estar adaptados ao modelo.

É importante citar que, o Contran avisa que não é necessário que o cidadão se apresse para fazer a troca, pois a CNH em papel será aceita até a data de seu vencimento – a versão em cartão será emitida na renovação ou emissão de primeira e segunda via.

A CNH eletrônica, CNH-e, deverá estar disponível em todo o Brasil até fevereiro de 2018 e com ela, é possível mostrar às autoridades a partir dos smartphones. Apesar de todas essas mudanças, não ficou claro se o novo formato (em cartão plástico), aumentará os custos de emissão do documento, nem se haverá alteração nos prazos de emissão.

Além disso, verifique

Conheça Caio de Alcântara Machado, o pioneiro nas feiras de negócios no Brasil

Primeira feira de negócios revolucionou o cenário econômico brasileiro, mostrando estratégias inovadoras para as empresas …