Casa / Notícias / Indústrias tentam aprimorar as embalagens para e-commerce

Indústrias tentam aprimorar as embalagens para e-commerce

Empresas buscam padronização para embalagens do comércio online para evitar desperdícios

Com a expansão das vendas por meio da internet, as fabricantes de embalagens de papel buscam alternativas para reduzir o desperdício dos materiais utilizados nas entregas das empresas de e-commerce.

A consultoria de comércio eletrônico Ebit, afirma que o volume de pedidos online saltou de 53,7 milhões em 2011 para 106,3 milhões em 2016, representando uma expansão de quase 98%, mostrando um faturamento ainda maior de 137,4%, atingindo em 2016 um total de R$ 44,4 bilhões comercializados. De acordo com o presidente da Ebit, Pedro Guasti, a perspectiva de aumento de vendas do e-commerce contrasta com o do varejo físico, que sofreu um grande impacto da crise política e econômica atual do país. A venda consolidada do comércio já atinge 4,5%, uma parcela pequena que abre espaço para uma presença maior da venda online com o recuo do varejo tradicional.

O executivo da Ebit comenta sobre a falta de exemplos no Brasil como o da Amazon, que possui um padrão específico de caixa para cada tipo de entrega, tornando as embalagens apropriadas, evitando problemas com múltiplas categorias. Já para Salvador, da ABComm, o Brasil não possui nenhuma padronização por conta da falta de planejamento das lojas virtuais que não contam com uma estratégia de compra das embalagens, se importando somente com o custo, se tornando uma dificuldade que afeta os varejistas de menor porte, enquanto os grandes conseguem realizar uma negociação melhor, obtendo maiores variedades de tamanho. Enquanto isso, os comércios de pequeno e médio porte ficam restritos a dois ou três tamanhos, sem variedades, com isto surgem caminhos para evitar o desperdício que a Europa já adotou, como o da composição das embalagens que vem sendo desenvolvidas através de grandes folhas de papelão com várias possibilidades de dobras, podendo ser cortadas ou dobradas, de acordo com a utilização adequada em diversos produtos.

O atendimento dos pequenos varejistas é uma preocupação da empresa Klabin, que consegue ver o excesso como um problema e com isto, a empresa analisa alternativas, uma delas é a possibilidade de impressão digital, que pode ser utilizada em menores quantidades, ao contrário do método tradicional, possibilitando maior dinamismo.

Além disso, verifique

Produção rentável de componentes decorativos leves

Superfície de alta qualidade graças ao controle dinâmico de temperatura A Covestro apoia a tendência …