Super Finishing
Notícias

Componentes híbridos de plástico-metal terão produção automatizada

Os componentes híbridos de plástico-metal terão uma produção automatizada. O Instituto do Processamento do Plástico (IKV, da sigla em alemão) da (universidade) RWTH Aachen desenvolveu um processo no qual as etapas de deep drawing (repuxamento profundo) e sobremoldagem dos componentes metálicos são combinadas em uma única operação no mecanismo de injeção.

As peças híbridas de plástico-metal foram anunciadas há 6 anos, na Feira K (K2010), a maior feira de plástico do mundo. A primeira peça de produção em série foi elaborada em 2013 e agora essa novidade alcança mais uma etapa.

 

Processo convencional

Normalmente, as peças metálicas e plásticas dos componentes híbridos são unidas usando elementos de conexão positivos ou não positivos como parafusos, rebites ou acoplamentos por forma injetados. Uma solução robusta, mas relativamente pesada que exija duas estações de trabalho: A formação e a pintura da parte metálica na unidade de produção de folhas de metal e a união com a parte injetada na unidade de processamento de plástico. O tempo e o custo de limpeza e transporte entre essas duas unidades também devem ser considerados.

O promotor de adesão VESTAMELT® Hylink, em comparação, une com firmeza os dois componentes sem nenhuma técnica de junção adicional. Isso reduz o peso em até 20% e/ou aumenta o desempenho do componente em comparação com as soluções convencionais.

Até agora, também foram necessárias duas etapas de trabalho aqui: Em primeiro lugar, formando a parte metálica revestida com o promotor de adesão à base de copoliamida e, em segundo lugar, sobremoldando e ao mesmo tempo ligando com o componente plástico.

No novo processo inovador, esses dois processos são combinados. As operações de formar, unir e sobremoldar são realizadas em uma única etapa de trabalho e necessitam de uma só ferramenta. A eliminação de uma etapa de produção completa reduz custos e o tempo necessário para a formação e o transporte e, assim, a produção pode ser totalmente automatizada. 

 

VESTAMELT® Hylink permite uma cadeia de processo mais curta

O desenvolvimento do processo denominado “Produção de elementos estruturais por meio de repuxamento profundo e sobremoldagem no molde de injeção” pelo IKV, com recursos da Federação de Associações de Pesquisa Industrial Otto von Guericke (concessão nº IGF-18075N), foi concluído com sucesso com o uso do promotor de adesão VESTAMELT® Hylink, que cria uma união adesiva entre o metal e o plástico no molde.

Tag

Artigos relacionados