Casa / Notícias / Abiplast aponta importância da reciclagem de plásticos

Abiplast aponta importância da reciclagem de plásticos

O plástico é um material de extrema importância, contudo, sua imagem fica manchada pela presença tímida de ações de reciclagem. É preciso investir em reciclagem para plásticos

Quando pensamos em sustentabilidade é mandatório que o material plástico ao término de sua vida útil retorne à cadeia produtiva, pois assim recursos naturais e energia utilizados não serão perdidos em aterros ou lixões bem como a extração de novos recursos e o emprego de mais energia serão evitados.

Para que esse retorno à cadeia produtiva aconteça é necessário o engajamento de todos, indústria, governo e os consumidores. Seguindo esse princípio foi inserido o conceito da “responsabilidade compartilhada” na Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS instituída pela Lei 12.305 e regulamentada pelo Decreto 7.404 em 2010 onde todos os elos são responsáveis pelo ciclo de vida dos produtos.

A ABIPLAST é integrante da Coalizão Empresarial composta por associações de classe representantes dos vários setores envolvidos e que elaborou o Acordo Setorial de Implantação do Sistema de Logística Reversa de Embalagens em Geral assinado em novembro de 2015 pelo Ministério do Meio Ambiente – MMA.

Essa responsabilidade significa, para a indústria, que é necessário desenvolver produtos que ofereçam menos impacto ambiental, utilizando os conceitos do ecodesign, ou seja, no caso de embalagens que são produtos de descarte rápido, e também reduzir o impacto dos processos produtivos. O ecodesign demanda materiais compatíveis, com cores e padrões amigos da reciclagem mecânica.

No caso do governo, cabe a ele garantir que os resíduos recicláveis sejam coletados de maneira seletiva, ou seja, separados dos resíduos úmidos e que sejam encaminhados às cooperativas ou centrais de triagem. Assim como lançar campanhas educativas para a população a fim de que se sensibilizem com a questão da sustentabilidade dos materiais recicláveis.

E à população cabe a tarefa de separar seus resíduos domésticos em resíduos úmidos, provenientes de restos de comida, papel higiênico, absorventes e fraldas descartáveis, etc e em resíduos secos, aqueles compostos por materiais recicláveis, plásticos, metais, vidro e papeis e encaminhá-los para coleta seletiva ou a um PEV (ponto de entrega voluntária).

Para auxiliar a população a encontrar PEVs e Cooperativas mais próximos de sua residência, a ABIPLAST em conjunto com o PICPlast ( Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico – parceria entre ABIPLAST e Braskem) lançará em breve um aplicativo e um site com o georreferenciamento desses pontos.

Além disso, verifique

Rio Grande do Sul tem ações intensificadas pelo PICPlast

Região é excelente cenário que envolve o desenvolvimento da indústria da transformação e promoção da …