Super Finishing
Notícias

Plástico à base de batata é desenvolvido no Peru

Cientistas peruanos produziram plástico biodegradável à base de batata. Embora não permita reciclagem, o produto pode virar adubo

 

Um grupo de cientistas peruanos inventou um plástico à base de batata biodegradável. De acordo com eles, esse novo plástico se decompõe muito mais rápido do que o normal. Contudo, não é reciclável.

O produto é elaborado a base de um amido específico de batata, um tubérculo originário da zona do Lago Titicaca, e outros tubérculos como a mandioca e a batata-doce. Em entrevista à Agência EFE, o coordenador do projeto, Fernando Torres, explicou que esse plástico “é biodegradável e, além disso, é biocompostável (se decompõe e se transforma em adubo)”. 

Ainda segundo informações dos pesquisadores, um plástico derivado de petróleo, demora dezenas de anos para se desintegrar. Um material biodegradável, no entanto, só demora dois anos. 

Embora não permita reciclagem, que é um dos processos mais assertivos para reaproveitamento do plástico, esse plástico biodegradável pode ser usado como adubo, desde que tenha a destinação correta.

A equipe da universidade trabalha há anos na criação dos plásticos biodegradáveis a base de tubérculos, um projeto financiado pelo Programa de Ciência e Tecnologia(FINCyT) do Peru. O plástico é produzido no laboratório, onde se extrai a umidade da batata, o material é filtrado e através de um processo de centrifugação o tubérculo é seco, obtendo-se assim o amido. 

Desse momento em diante, o amido é trabalhado em um equipamento para processar plásticos convencionais até ser transformado em lâminas com aspecto similar às lâminas do material encontradas no mercado.

Tag

Artigos relacionados