Super Finishing
Notícias

Cientistas procuram soluções sustentáveis para preservar o meio ambiente

Várias soluções evitam aumento da poluição no planeta

A sociedade se acostumou, ao longo dos anos, a depender do plástico, pois é um material versátil e durável e, além disso, a economia moderna em parte, depende deste material. Para muitas pessoas que o utilizam, não existem opções comerciais biodegradáveis viáveis e em quantidade suficiente para suprir a necessidade.

Um exemplo é o canudo plástico, que tem como fabricante líder a empresa Primaplast, que relata que as alternativas mais ecológicas são muito mais caras e não estão ao alcance do orçamento da organização. Outro exemplo é o copo descartável de café – se engana quem imagina que eles são recicláveis. Uma camada de polietileno é utilizada para impermeabilizar o copo, o que impede o reaproveitamento do material.

Uma empresa que vem investindo em tentativas para mudar essa realidade é a Biome Bioplásticos, que já tem em seu portfólio produtos desenvolvidos, como copos completamente recicláveis, que são fabricados a partir de materiais orgânicos como a fécula de batata e amido de milho, e celulose, que são os principais componentes das paredes celulares das plantas. Os plásticos mais tradicionais são os produzidos com óleo.

Segundo o chefe-executivo da Biome, Paul Mines, “vários consumidores compram os copos em boa fé, achando que eles podem ser reciclados”, e completa ao dizer que “a maioria das embalagens descartáveis são feitas de papelão colado com plástico, o que faz com que não sejam adequados à reciclagem. E algumas são feitas de isopor, que também não pode ser reciclado”.

A Biome também criou um plástico feito de planta, chamado bioplástico, que é totalmente biodegradável e que pode ser jogado tanto em lixeiras de reciclagem de papel, quanto nas de lixo orgânico.

Mines acredita que é a primeira vez que bioplástico é transformado em copos e embalagens descartáveis completamente recicláveis, que são capazes de resistir a líquidos quentes. Por enquanto, estes produtos ainda não estão no mercado, mas, Mines diz que está em negociação com diferentes revendedores. Ele ainda diz que, “não é viável se livrar por completo dos plásticos, mas é possível substituir alguns plásticos originados do petróleo por outros, derivados de plantas”.

Criação de outros produtos a partir da reciclagem

Para desenvolver soluções mais sustentáveis e funcionais que o plástico convencional, várias empresas e institutos de pesquisa, como a Full Cycle Bioplastics, Elk Packaging e o Centro de Pesquisa Tecnológica da Finlândia estão trabalhando e estudando maneiras de atingir menos diretamente o meio ambiente.

A MacRebur, empresa de Toby McCartney, desenvolveu um material de asfalto de estrada feito de plástico reciclado. A mistura de plástico substitui o betume de óleo, que é tradicionalmente utilizado na construção de vias e rodovias.

Desde o lançamento da mistura, há dois anos, o material híbrido da empresa vem sendo utilizado para a construção de estradas por todo o Reino Unido. Segundo McCartney, o que a empresa está fazendo é “resolvendo com uma solução simples, dois problemas mundiais: a epidemia de plástico e a baixa qualidade das estradas”.

Tag

Artigos relacionados