Blob Web
Notícias

Veja as vantagens apresentadas pelo EPS

Material é considerado inodoro, que não contamina o solo, água e ar

Anteriormente, explicamos um pouco mais sobre a história da descoberta do EPS – sigla internacional para designar o Poliestireno Expandido, agora vamos revelar mais detalhes sobre o material. O EPS é um plástico celular rígido, resultado da polimerização do estireno em água, através do agente expansor pentano, um tipo de hidrocarbureto que se deteriora rapidamente através da reação fotoquímica que é gerada pelos raios solares, sem comprometer o meio ambiente.

O produto final, popularmente conhecido como isopor®, é composto por pérolas de até 3 milímetros de diâmetro, que se destinam à expansão. Com o processo de transformação, as pérolas são submetidas à expansão em até 50 vezes com relação ao seu tamanho original através do vapor, o que a faz fundir e moldar em diversas formas. Além disso, os produtos finais de EPS são inodoros, não contaminam o solo, água e ar, são 100% reaproveitáveis e recicláveis, e ainda podem voltar à condição de matéria-prima.

O EPS é um material comprovadamente isolante, sem a existência dele, países mais evoluídos não conseguiriam desenvolver o modo atualizado e econômico que possuem, visando a economia de energia.

O EPS chegou ao Brasil na década de 60, e foi registrado pela Knauf Isopor® como EPS Isopor® em 1998, após a indústria ter comprado a Basf Isopor®. Por esse motivo, o nome Isopor® começou a ser reconhecido nacionalmente como produtos de EPS.

O poliestireno expandido apresenta várias vantagens, como a baixa condutividade térmica, baixo peso, resistência mecânica, baixa absorção de água, versatilidade, resistência ao envelhecimento, absorção de choques, resistência à compressão, além de ser um material resistente, de fácil manuseio e com baixo custo. O mundo, com certeza, não seria o mesmo se não existisse o EPS, o famoso Isopor®.

Ficou curioso para saber como foi a descoberta do EPS? Clique aqui e confira!

Tag

Artigos relacionados