Blob Web
Notícias

Você sabe o que mudou na comunicação depois do plástico?

Versatilidade do material contribui imensamente para o avanço do segmento

Atualmente, é possível encontrar no mercado diversos eletrônicos eficientes acessíveis e que possuem maior facilidade de serem reciclados. Mas nem sempre foi assim. O universo dos eletrônicos, informática, comunicação, transmissão de dados e entretenimento não chegariam onde estão se não fossem os avanços com relação ao plástico.

A versatilidade desse material contribui grandemente para o desenvolvimento de tecnologias cada vez mais avançadas – é possível contar com equipamentos mais leves, além de consumirem menos energia. A eletricidade, hoje, é essencial para manter o padrão de vida, mas infelizmente ela tem o poder de ser letal quando não usada corretamente, ou seja, com um isolamento que não permita sua utilização de forma segura.

O plástico faz a diferença nesse quesito: ele não é condutor de eletricidade e pode ser usado em uma variedade de aplicações. É possível afirmar que o setor de eletroeletrônicos não evoluiria se não houvesse o desenvolvimento dos materiais poliméricos, pois não existe outro tipo de material que consiga concorrer nem dispor da mesma combinação de propriedades: resistência ao impacto, flexibilidade, fácil processabilidade, moldabilidade, leveza e excelente isolamento térmico.

Mas quais aplicações de peças plásticas contribuem?

O PVC é amplamente utilizado para isolamento de fiação elétrica e os plásticos termofixos, que têm a capacidade de suportar altas temperaturas são utilizados em interruptores, luminárias e alças, além de, praticamente todas as carcaças de equipamentos eletrônicos, como televisões, geladeiras, computadores, ventiladores, etc. Existem materiais poliméricos como o polipropileno, resinas estirênicas (ABS, DAN e HIPS), ou até policarbonatos.

O plástico não é utilizado somente para isolamentos, a versatilidade desse material também permite o desenvolvimento e inovação ilimitada com relação a utilização em novas tecnologias. São fabricados dispositivos eletrônicos baseados em materiais poliméricos, onde são confeccionados condutores e semicondutores orgânicos.

Os novos materiais, como as polianilinas, vão além de eletrônicos convencionais baseados em silício, eles abrem perspectivas para o desenvolvimento de sistemas microeletrônicos, de materiais poliméricos eletricamente ativos e os que têm a capacidade de suprir a demanda por equipamentos eletrônicos finos, flexíveis, leves, de baixo custo e com diversas funcionalidades.

Mas quais as vantagens do uso do plástico em eletroeletrônicos?

A simplicidade e economia no desenvolvimento, com certeza, são as principais vantagens do uso de polímeros em aplicações eletroeletrônicas. Eles favorecem a diminuição do consumo de energia, economia de espaço, diminuição de peso e maior segurança do produto. Quanto mais avança o setor de tecnologia e comunicação, mais soluções surgem para o plástico com relação às inovações no setor.

Os polímeros auxiliam no armazenamento de energia e a eficiência dos recursos proporciona a flexibilidade do design de peças plásticas. A minimização dos aparelhos, como os smartphones, só foi possível devido a utilização de variados tipos de polímeros.

A resistência do material plástico é imensa, além de contar com alta capacidade de isolar a corrente elétrica, evitar choques, tensões mecânicas, flexibilidade e durabilidade do material, e isso o torna ideal para aplicações vitais, o que garante fontes de alimentação de energia elétrica mais eficientes e confiáveis.

Além disso, é possível contar com uma segurança maior, pois o plástico proporciona soluções que inibem a ignição e retardam a chama, por isso evita incêndios, e atende a normas e legislação de segurança, exigidas para os produtos.

É possível afirmar que, se o plástico não existisse e não fizesse parte do desenvolvimento na área de tecnologia e comunicação, seria impossível contar com todas as opções de segurança e progresso que a sociedade dispõe atualmente.

 

Tag

Artigos relacionados