Blob Web
Notícias

Simplás pretende conversar com o Vaticano sobre encíclica

Nesta quarta-feira, dia 5, o Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúco (Simplás), apresenta ao conselho da Associação Latino-americana da Indústria Plástica (Aliplast), no encontro com representantes das associações nacionais de Argentina, Equador, México e Peru, entre outros países, a ideia de conversar com o Vaticano a respeito de uma encíclica e mostrar a importância dos plásticos na vida das pessoas.

Na reunião que acontece quarta-feira, dia 5, no Expo Center Norte, em São Paulo, onde se realiza a Feiplastic 2017, o presidente do Simplás, Jaime Lorandi, apresenta o objetivo de um projeto coletivo internacional e unificado para todo o setor.

O Simplás fará o acordo, com aprovação da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast), a partir de uma resposta da chancelaria do Papa Francisco, após diversas tentativas, por meio de cartas, intermediação bispal, e até contato direto com cardeais na Basílica de São Pedro, de conseguir algo nunca antes feito na história da igreja: alterar o texto de uma encíclica. 

A encíclica ‘Laudato Si’, de 18 de junho de 2015, tem caráter social e ambiental. Em um trecho, o documento sugere aos fiéis, que correspondem a aproximadamente um terço da população da Terra, “evitar o uso de material plástico”.

Desde então, o dirigente vem buscando contato, para mostrar a outra face do setor e o uso do plástico.

“A maioria dos povos descartam os produtos pós-consumo de forma não ecológica, tratando-os como lixo e jogando-os no meio ambiente. Esta forma errônea de destinação criou uma mentalidade de que os plásticos poluem, gerando uma onda de desinformação contra o uso do material. Caso a humanidade evite ou exclua os plásticos de sua vida, haverá muito mais famintos, sedentos, despidos, doentes, desabrigados e com menos possibilidade de deslocamento geral. Inclusive, haverá maior dano ambiental”, alerta.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa Simplás

Tag

Artigos relacionados