Casa / Notícias / Refinaria chinesa vai produzir plástico ao invés de combustível

Refinaria chinesa vai produzir plástico ao invés de combustível

Estima-se que fabricantes petroquímicos precisarão de 90% mais petróleo bruto em 2030 enquanto a demanda de diesel está entrando em uma década de estabilidade

 

Uma nova refinaria chinesa de US$ 24 bilhões vai fabricar garrafas de plástico em vez de combustível para carros. A Rongsheng Petrochemical limpou mais de 4.046 hectares de terra na ilha Zhoushan para construir instalações com capacidade para 400.000 barris por dia até 2018 e dobrará essa capacidade por volta de 2020. Mais uma prova de que essa é a Era do Plástico.

Os fabricantes chineses de petroquímicos precisarão de 90 por cento a mais de petróleo bruto em 2030 em comparação ao ano passado, ao passo que o crescimento da demanda por diesel está entrando em “uma década de estabilidade”, segundo Li Zhenguang, analista sênior da China Petroleum & Chemical, conhecida como Sinopec.

O consumo de petróleo do país aumentará de 540 milhões de toneladas em 2015 para 700 milhões de toneladas em 2030, ou 14 milhões de barris por dia, segundo Li, da Sinopec, que é a maior refinaria da China.

 

Produção acelerada

À capacidade máxima, a refinaria poderá produzir 10,4 milhões de toneladas por ano de aromáticos, entre eles paraxileno, e 2,8 milhões de toneladas de etileno, ambos utilizados para fabricar plásticos, segundo uma proposta publicada no site do governo de Zhoushan.

A ambição da empresa destaca o apetite cada vez maior da China por petroquímicos, utilizados para fabricar todo tipo de produtos, de roupas esportivas a garrafas de refrigerante.

Além disso, verifique

Você conhece as descobertas da indústria 2.0?

Cientistas descobriram novas teorias, máquinas e ferramentas que auxiliassem no desenvolvimento industrial Com a revolução …