Super Finishing
Feiras / EventosNotíciasPlástico

Redelease destacou na Feiplar a produção local de desmoldantes semipermanentes

Também presentou outras novidades para o público

Tradicional distribuidora de especialidades químicas, a brasileira Redelease firmou, este ano, uma joint venture com a inglesa Marbocote, referência global na fabricação de desmoldantes semipermanentes. O negócio deu origem à criação, em Barueri (SP), da Florence Chemical Industry (FCI), empresa que foi apresentada formalmente ao mercado durante a Feiplar Composites & Feipur 2018, que ocorreu entre os dias 6 e 8 de novembro deste ano, no Expo Center Norte, em São Paulo (SP).

Ana Clara Cordeiro, diretora de vendas da Redelease-Marbocote, ressaltou, em entrevista para o Portal Plástico Virtual, a importância da parceria entre Redelease e Marbocote, que foi tão produtiva e interessante para ambas as partes, que surgiu a FCI. Segundo ela, “a Marbocote foi fundada nos anos 70, mas veio para o Brasil somente em 2017, quando começou a trabalhar com a Redelease, a partir da distribuição de produtos. A parceria foi tão boa que a Marbocote resolveu abrir uma fábrica no país, que iniciou a produção em abril, deste ano e, desde então, começamos a não importar os produtos, mas utilizar a mão de obra local”.

Ela também afirma que “a FCI nasce com uma capacidade instalada de 2 milhões de litros por ano de desmoldantes semipermanentes, e a estrutura que construímos permite que esse volume seja duplicado rapidamente”.

Parte da linha de desmoldantes semipermanentes à base d’água, da Marbocote já está em processo de produção pela FCI. “Além do mercado de compósitos, teremos condições de atender os segmentos de borracha, pneumáticos, poliuretano e fricção”, explica Ana Clara, e reforça que “todos os produtos não possuem silicone nem solvente, são sustentáveis e atendem as necessidades do mercado”.

De acordo com Rubens Cruz, sócio-diretor da Redelease, a fabricação local garantirá maior competitividade e rapidez ao negócio de desmoldantes da empresa. “Também teremos suporte de um laboratório local, o que permitirá o desenvolvimento de produtos sob medida para determinados clientes”, ressalta.

Sobre a feira e congresso, Ana Clara relatou que “é uma oportunidade de encontrar muitos clientes ao mesmo tempo, por ser bastante plural, ou seja, ter diversos segmentos em um só espaço, com variadas opções de soluções, produtos e serviços”.

Sílicas, adesivos e resinas

Em paralelo à divulgação dos desmoldantes semipermanentes, a Redelease mostrou na Feiplar outras especialidades que fornece para os transformadores de compósitos, a exemplo de sílicas pirogênicas da Evonik, adesivos estruturais da LORD e resinas éster-vinílicas da Ashland.

“Distribuímos mais de mil produtos para esse segmento, que é responsável hoje em dia por cerca de 70% do nosso faturamento”, calcula Cruz.

Sobre a Redelease

Fundada em 1990, a Redelease mantém unidades próprias em Barueri (matriz), São Paulo, Campinas, Sorocaba e São José do Rio Preto, além de seis unidades licenciadas (Redecenter). Seu portfólio é formado por mais de mil itens, entre eles, resinas poliéster e éster-vinílicas (Ashland); fibras de vidro (Owens Corning); adesivos estruturais (LORD), desmoldantes semipermanentes (Redelease-Marbocote e Ycon), resinas fenólicas e peróxidos orgânicos (AkzoNobel) e tintas de alta performance (Lechler). Para mais informações, acesse www.redelease.com.br.

Sobre a Marbocote

Situada na região de Manchester (Reino Unido), a Marbocote fabrica e distribui uma ampla gama de agentes desmoldantes semipermanentes de alta tecnologia. Seus principais consumidores são os segmentos de moldagem de compósitos e borracha. Para mais informações, acesse www.marbocote.co.uk.

Para receber conteúdo segmentado e repleto de qualidade, preencha o formulário abaixo e fique por dentro de tudo que acontece no mercado do plástico com o maior e mais completo portal da América Latina.

Tag

Artigos relacionados