Blob Web
Notícias

Quatro apostas para fortalecer a indústria plástica

Essa cartilha foi desenvolvida pela Plástico Brasil, feira que será realizada de 20 a 24 de março de 2017, em São Paulo. Confira dicas para dar um ‘up’ na sua empresa

A instabilidade econômica mexeu com todos os segmentos da indústria e, no caso dos plásticos, não foi diferente. No entanto, a cadeia do plástico aproveitou o momento para readaptar processos, o que pode fortalecer o setor pelos próximos anos.

Essa reorientação de negócios provocou um decisivo movimento, mas o setor precisa investir constantemente em inovação e tecnologia para que continue fortalecido.

Confira as 04 apostas que auxiliarão a indústria de plásticos a se fortalecer nos próximos anos:

1 – Redução de custos de produção

Considere ter um planejamento que leva em consideração trabalhar com rigor pontos como a diminuição de gasto com energia elétrica, processos produtivos eficientes no chão de fábrica, a logística industrial integrada para otimizar a produção, o estoque de matéria-prima adequado ao volume de produção e o desenvolvimento de novos fornecedores. Assim, é possível receber uma conta menor no final do mês.

2 – Melhoria de produtividade

Essa medida envolve investimento em máquinas e equipamentos, pesquisa e desenvolvimento, análise de processos, medidas de desempenho e aposta em mão de obra qualificada para operar adequadamente o maquinário e trazer novas ideias para atingir novo patamar produtivo.

3 – Reorientação para o mercado

Se a orientação para o mercado sustenta os pilares para alcançar as metas organizacionais para a indústria ser mais efetiva que a concorrência, levando em conta produtos e necessidades de clientes, a reorientação requer esforços para entender a transformação do momento de compra. Além disso, aponta para um estudo de ampliar mercado, buscando oportunidades possíveis de atender com ajustes na maneira convencional de produzir.

4 – Internacionalização dos negócios

Expandir a empresa para vendas no exterior já é considerada uma via de sobrevivência em mercados cada vez mais competitivos. Por isso, vale a pena ampliar o radar para o estudo de novos mercados e o desenvolvimento de negócios entre os países em que haja vantagem para uma entrada competitiva.

Fonte: Mundo dos Plástico – Plástico Brasil

Tag

Artigos relacionados