Bulher
EmpresaNotíciasPlástico

Projeto traz a perspectiva de solidariedade no mercado

O projeto “Empresas do Bem” traz a história da Howden Service que fez a sua parte comprando acrílico para fabricar às máscaras

Continuando a conversar com empresas que fazem parte do projeto Empresas do Bem” , que tem como objetivo a produção e doação de 150 mil máscaras, Salvador Soares, presidente da Howden Service, contou como entrou no projeto e como a empresa fez a sua parte.

A Howden é uma empresa internacional com sede na Escócia, e no Brasil, está presente em Itatiba (SP). Salvador conta que eles são associados do CIESP Jundiaí, e dentro do grupo sempre tem empresas que procuram por projetos. “Essa ideia chegou pra mim de dentro do CIESP, mas ainda não estávamos envolvidos. Foi com o pessoal do Rotary e com conhecimento deles para a doação que entramos no projeto. O Rotary nos chamou a atenção para participar do “Empresas do bem”, pois estavam buscando empresas para ajudar”, conta.

Soares conta que a empresa está sempre procurando um projeto em prol da comunidade para ajudar. “No Empresas do Bem, ajudamos com a parte em dinheiro, compramos o acrílico que era necessário para fazer 20 mil máscaras. Já tinha todo o planejamento do trabalho, então fizemos a parte de comprar os acrílicos e mandar para a fabricação das máscaras”.

Dentro da Howden, o momento é de estruturar a planejar não reduzir quadro de funcionários e jornada. “Estamos abertos para novos projetos, notamos que é um momento que despertou a solidariedade em todos, e é importante como empresa, ajudar neste momento”, explica Soares.

Quer saber mais sobre a indústria do plástico? Preencha o nosso formulário para saber mais novidades receber os conteúdos de qualidade do mercado plástico.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Mulheres do Plastico
close-link