Bulher

FABRICANTE DE MÁQUINA INJETORA DE PLÁSTICOS TSONG CHERNG SÉRIE FIT

A máquina injetora de plásticos da Tsong Cherng Série FIT tem a capacidade de 90 a 2300 toneladas de força de fechamento, e com acionamento por servo motor, poupa até 75% de energia. 

Usada para fundir e moldar os polímeros de acordo com a sua peça, e por exemplo, podem ser encontradas em diversos tamanhos e modelos, contudo é importante levar em consideração o tipo de trabalho que você procura. 

Categoria: Tag:

Solicitar Orçamento

* Todos Os Campos Abaixo São Obrigatórios.


** Caso Queira Solictar Cotação de outro produtos dessa empresa baixa selecionar abaixo.

Outros Produtos

Qualidade e customização de máquinas e peças na Tsong Cherng

A Tsong Cherng possui mais de 3.000 injetoras instaladas no Brasil e em outros países.

Somos especialistas em soluções sob medida, ou seja, com opções customizadas para otimizar a sua produção.

Logo simultaneidade de movimentos, aumento da velocidade de dosagem, alteração do ciclo corrente são pontos fortes aqui.

Com as melhores opções de máquinas, em outras palavras, ajuda a aumentar seus lucros e sua produtividade.

Em 1980, iniciamos nossas atividades com uma pequena fábrica de transformação de plásticos chamada TC Plast, na cidade de São Paulo.

No final da década de 80, ampliamos a nossa fábrica para a zona leste de São Paulo, no bairro do Tatuapé, nesse meio tempo, iniciamos a importação e venda de injetoras de Taiwan, que são injetoras de alta qualidade a preço acessível.

Logo depois, começamos a fase de ampliação de nossas instalações adquirindo uma área de 10.000m2 na cidade de São Bernardo do Campo, SP até o presente momento.

Como funciona uma injetora de plástico e seus componentes

A injetora de plástico é formada basicamente por 5 componentes

  • Funil
  • Cilindro (canhão)
  • Rosca
  • Bico de injeção 
  • Molde

Dentro do funil é onde se encaixa a resina, sendo direcionada para a zona de alimentação da rosca.

Nos maquinários mais modernos, os funis são substituídos por pequenos silos que também fazem a secagem do material, portanto garantem uma maior economia de tempo e energia.

No cilindro (canhão) o material é fundido por meio de resistências elétricas e do atrito com a rosca. Aqui requer muita atenção e cuidado, para não passar tempo demais no cilindro, sob pressão e calor, ou o todo o material pode se degradar.

A rosca fica localizada dentro do canhão, e como resultado serve para transportar, comprimir, fundir, homogeneizar e dosar o material utilizado no processo.  

A rosca é composta pelas zonas de alimentação, de compressão e de dosagem.

O bico de injeção é onde se conecta o canhão à bucha do molde. Para facilitar a passagem do material.

Aqui há uma resistência elétrica, e um painel de controle, nesse sentido responsável por dosar a temperatura.

O molde é feito em aço e pode conter placas móveis, que vão definir o formato da peça final. 

Nessa etapa o produto acabado é ejetado para fora do molde por meio de pinos ejetores. E também um fluido refrigerante, também passa pelo material para retirar parte do calor e evitar superaquecimento.

Todo o funcionamento acontece por meio de um sistema hidráulico, tal qual regula a temperatura e mantém a força das tarefas, ou seja, mantém o funcionamento da máquina.

Escolha o modelo que mais se adequa ao seu produto, conforme a sua necessidade e customização.

Todos os dados apresentados do mesmo modo, são configurações standard, com possibilidade de customização.

 

 

Botão Voltar ao topo