Blob Web
Notícias

Polímeros compõem 60% das peças usadas nos carros

Montadora é a primeira da América Latina a ter um laboratório para testes de qualidade na área de polímeros. Isso trará agilidade na garantia da qualidade

 

A Ford abriu dentro da fábrica de Camaçari (BA) um laboratório de polímeros, materiais que compõem 60% das peças utilizadas nos carros. De acordo com a montadora multinacional, o laboratório trará agilidade na certificação dos novos materiais plásticos desenvolvidos por fornecedores.  A intenção é garantir sempre a qualidade.

Polímeros compõem grande parte das peças, desde tapetes até a lataria. A Ford, assim como outras montadoras, já trabalham com materiais reciclados para a composição de parte dessas peças. Um avanço na questão socioambiental.

Agora a empresa passa a liderar toda a cadeia técnica e logística de testes na área. Este é o primeiro centro de análise desse tipo pertencente à própria montadora na América do Sul. Até então essas análises eram feitas por parceiros como o Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT). 

O laboratório fica no centro de desenvolvimento de produto da Ford na fábrica de Camaçari, onde são feitos o EcoSport e a linha Ka (hatch) e Ka+ (sedã). A equipe é formada por especialistas na avaliação de propriedades como deformação, resistência, contaminação, dureza e elasticidade dos polímeros.

Enquadram-se entre os polímeros materiais como o polipropileno, o polietileno de alta ou baixa densidade, os acrílicos e o ABS, que são objeto de constantes pesquisas. Redução de peso, de custo, aumento de durabilidade e maior utilização de conteúdo reciclado são características buscadas no desenvolvimento desses compostos, além da manutenção da aparência das peças em diferentes condições climáticas.

Tag

Artigos relacionados