Blob Web
Notícias

Polímero é usado para criar dinheiro que não pode ser falsificado

Para tornar as notas mais difíceis de replicar o Reserve Bank da Austrália criou dinheiro feito em polímero

 

Muitas pessoas usam cartões e transações virtuais, mas dinheiro físico (notas e moedas) ainda é largamente usado no cotidiano. Preocupados com a falsificação de cédulas, a Austrália criou dinheiro feito em polímero. A proposta, criada nos anos 90, foi um sucesso tão grande que diversos países seguiram.

A ideia foi do Reserve Bank da Australia, entidade competente pela emissão de papel moeda naquele território. Com isso, a Austrália tornou-se o primeiro país a introduzir dinheiro impresso em polímeros de forma a combater a fraude, passando em 1996 para impressão em plástico, tendo-se seguido diversos países.

Impressa em papel plastificado, a nova nota iniciou já está em circulação na Austrália. As imagens de segurança, conseguidas através do auxílio de complexos algoritmos e intrincados desenhos, contam com objetos em movimento como um pássaro e uma estrela tridimensional que vai girando sobre si, tudo isso destacado devido ao material usado (polímero). Para enxergar o efeito tridimensional basta agitar a nota no ar.

Tag

Artigos relacionados