Casa / Notícias / Plásticos podem economizar água no agronegócio

Plásticos podem economizar água no agronegócio

Sistemas ou produtos feitos a base de plásticos permitem a redução de desperdício de água nos cultivos e mesmo a proteção do Meio Ambiente

 

A indústria plástica também é fundamental para o agronegócio. Soluções em plástico possibilitam, aos grandes empresários do setor de agronegócios, economizar água em seu sistema.

Estima-se que 72% da água captada no Brasil seja usada para a produção agrícola, segundo a ANA (Agência Nacional de Águas). Esses números são alarmantes quando colocados em um cenário de escassez de água, semelhante ao que ocorreu entre 2014 e 2015 e que pode voltar a ocorrer em 2017. Por isso, é importante investir em tecnologia que promova a economia de água.

Uma das soluções mais bem sucedidas nesse sentido é o mulching, filme plástico de polietileno utilizado na agricultura para a cobertura do solo. A técnica é vastamente usada no cultivo de hortaliças e frutas e elimina a necessidade de aplicação de herbicidas, além de manter a umidade do terreno e promover melhores índices de crescimento do plantio. Nas culturas de cítricos, o filme pode gerar uma economia de água em até 70%!

Outra iniciativa que dá mais eficiência à utilização de água é a irrigação por gotejo, com mangueiras de polietileno. Esse sistema pode ser aplicado em diversas culturas diferentes de alimentos ou plantas. O processo baseia-se em reduzir as perdas por evaporação, mantendo uma irrigação contínua, porém reduzida.

 

Soluções também para proteger o Meio Ambiente

Obras de recuperação ambiental também podem ocorrer a partir do uso de resinas plásticas, como a geomanta, produzida com filamentos de polipropileno. Esse produto pode ser aplicado diretamente em barrancos ou ribanceiras para confinar as partículas (terra, areia, etc), impedindo que haja corrosão ou erosão.

A erosão é uma das causas mais conhecidas para o assoreamento dos rios, lagos e lagoas, o que reduz a volumetria total e, consequentemente, gera enchentes e inundações.

Outro item que pode ser empregado em diferentes obras para a preservação ambiental é o geocomposto bentonítico (GCL), que substitui ou reduz a utilização de camadas de argila compactada, geralmente empregadas em base de aterros sanitários e industriais. Com isso, o risco de contaminação do solo e dos lençóis freáticos diminui, mantendo mais água utilizável no universo.

 

Fonte: Abiplast

Além disso, verifique

Veja outros lançamentos da Interplast e EuroMold 2018

De 14 a 17 de agosto, expositores levarão novidades para os visitantes A edição de …