Blob Web
NotíciasPlástico

Plástico reciclado vira parque flutuante

Espaço em Roterdã abriga peixes, pássaros, insetos e plantas

O município de Roterdã, Holanda, inaugurou em julho deste ano, a iniciativa da Recycled Island Foundation, um parque flutuante com 140 metros quadrados, com plantas, passarelas e banquinhos, tudo feito do lixo reciclado coletado nas águas do rio. O intuito da ação é mostrar que o plástico reciclado pode se tornar algo de valor.

A fundação levou um ano e meio para desenvolver três ‘armadilhas’ flutuantes no rio, para coletar o lixo trazido pela correnteza. Segundo o fundador da iniciativa, Ramon Knoester, os rios costumam estar localizados nos pontos mais baixos das cidades e que, por isso, é normal o lixo se amontar neles. “Se esse lixo for recuperado ainda dentro de nossas cidades e portos, conseguimos evitar o aumento da ‘sopa de plástico’ nos mares e oceanos”.

Foi feito também um estudo que aponta que 98% dos plásticos são encontrados nas proximidades da superfície da água, com isso, dá para ver como que muito material foi parar dentro das ‘armadilhas’ implantadas no local. Além disso, voluntários recolheram lixos das margens do rio. Após esta análise e separação, o plástico recolhido foi reciclado e transformado em blocos hexagonais que podem ser conectados uns aos outros.

Para construir o parque flutuante foram necessários 29 desses blocos, dos quais alguns viraram minijardins e outros receberam bancos para que a população possa aproveitar e relaxar, além de deixar a paisagem mais bela, as plantas criam um ecossistema onde peixes, insetos e aves podem se abrigar. No meio do parque flutuante formam-se canais, com cerca de meio metro de profundidade, onde peixes e pássaros encontram um local para crescer antes de entrar nas águas mais profundas.

Fique por dentro de tudo que acontece no mercado. Preencha o formulário abaixo e receba conteúdo exclusivo de toda cadeia produtiva do plástico!

Tag

Artigos relacionados