mc components muck maq
EmbalagemNotíciasPlásticoPlástico pelo mundo

[Plástico pelo Mundo]: Veja o que rolou essa semana

Acompanhe o que aconteceu essa semana no mundo do plástico

Termotécnica recicla toneladas de EPS em parceriacom a Liga das Escolas de Samba de São Paulo

Para encontra o destino ambientalmente correto e sustentável do EPS,desde 2018 a Termotécnica firmou parceria com a Liga das Escolas de Samba de São Paulo. Esse trabalho dura seis meses.

Nos meses pré-carnaval, onde os blocos de EPS são recortados e esculpidos,as sobras são recolhidas no galpão da Liga SP. Após o desfile, as próprias alegorias são enviadas para reciclagem, dando destinação correta ao material e fazendo a Economia Circular na prática.

Com uma divulgação maior deste trabalho de logística reversa por parte da Liga SP junto às 34 escolas de samba dos grupos especial e de acesso, este segundo ano de parceria com a Termotécnica teve um resultado superior à 2019.

Por meio de uma máquina instalada no local, o EPS usado em adereços e carros alegóricos passa por um processo que retira o ar, diminuindo seu volume para viabilizar a logística reversa até a usina de reciclagem da Termotécnica na unidade fabril de Rio Claro.

Ambev pretende acabar com poluição plástica de suas embalagens até 2025

A Cervejaria Ambev anunciou recentemente que deseja acabar completamente a poluição plástica de suas embalagens em até 5 anos. A multinacional brasileira contará com parcerias de produtoras e recicladoras de embalagens plásticas e da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro).

A empresa não pretende zerar a produção de embalagens plásticas, mas sim eliminar o plástico desnecessário, de modo que invista em embalagens recicladas ou retornáveis.

A cervejaria pontou três formas de acabar com a poluição plástica, com a eliminação e substituição do plástico desnecessário, investir em inovação e tecnologias para reciclagem e novos materiais e utilização de embalagens retornáveis ou reciclado.

Essa não é a primeira vez que a empresa assume o compromisso de reduzir a poluição plástica e o impacto ambiental dos seus próprios produtos.

Adidas deixará de usar plásticos não reciclados em suas criações

A alemã Adidas vem buscando nos últimos anos reforçar as práticas sustentáveis da empresa, onde lanço o programa Parley fot the Oceans, com a fabricação de 15 milhões de pares de sábados criados com plásticos dos oceanos.

Uma pesquisa feita pela Universidade da Califórnia mostra que desde 1950, quando a produção do plástico começou em grande escala, mais de 8,3 bilhões de toneladas do material foram fabricadas, onde apenas 10% foram reciclados.

Os pesquisadores ainda revelaram que, até 2050, 12 bilhões de toneladas de plástico serão lançadas em aterros sanitários e na natureza.

Dessa forma a Adidas buscou revolucionar o seu modelo de negócio, de modo que amenize a poluição ao meio ambiente. A empresa irá investir em algodão sustentável, fabricar o primeiro moletom biodegradável e lançar o Primeblue e o Primegreen, tecidos sustentáveis.

O Primeblue será utilizado no Ultraboost 20 e em uniformes esportivos, já o Primegreen, estará presentes em produtos de alta performance.

Nestlé junta o seu esforço à construção de uma nova economia dos plásticos

A Nestlé tornou-se membro do Pacto Português para os Plásticos, que tem o intuito de por em pratica a visão global da nova economia dos plásticos, da Fundação Ellen MacArthur. Essa iniciativa é coordenada em Portugal pela Associação Smart Waste Portugal, contando com o apoio do Ministério do Ambiente e da Ação Climática.

O Pacto Português para os Plásticos é uma plataforma que busca reunir os atores da cadeia de valor nacional do plástico, tendo metas e objetivos ambiciosos para 2025. O principal intuito é solucionar os problemas associados ao plástico.

A empresa suíça ao longo dos últimos anos vem trabalhando com a utilização de produtos recicláveis. Em 2019, a Nestlé lançou no mercado português os snacks YES! e o achocolatado NESQUIK All Natural, com embalagens em papel 100% reciclável.

No inicio de 2020, a Nestlé investiu dois milhões de francos suíços para liderar a mudança na utilização de plásticos virgens para plásticos reciclados de qualidade alimentar.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Mulheres do Plastico
close-link
close-link