Bulher
EconomiaEmbalagemEmpresaNotíciasPlásticoPlástico pelo mundoSustentabilidade

[Plástico pelo Mundo]: Veja as novidades da semana

Acompanhe o que rolou no mundo do plástico

Garrafas de plástico que se transformam em casas

Uma startup fundada na Suíça por duas celebridades quer ajudar a diminuir o problema dos plásticos, transformando em casas. A ideia é fabricar, a partir de plástico reciclado de garrafas PET ou PEF, um polímero de fonte sustentável, padronizados como vigas e módulos que podem ser montados como brinquedos Lego.

As estruturas se assemelham a cubos modulares de três metros de altura por 4,2 metros X 4,2 metros, que podem ser combinados para construir casas ou prédios de até oito andares, como ilustrado no site da empresa. Os dois empreendedores querem também desenvolver a economia local através de geração de uma economia circular em torno da reutilização do plástico. O uso do plástico reciclado pouparia recursos naturais utilizados hoje na construção civil, dentre eles madeira ou areia.

Pesquisadores desenvolvem chinelos biodegradáveis feitos de algas

Pesquisadores da Universidade da Califórnia, em San Diego, nos Estados Unidos, desenvolveram um modelo biodegradável de sandália, feita a partir de algas. A equipe da universidade descobriu como transformar os seres vivos aquáticos em polímeros renováveis. O grupo foi coordenado por Stephen Mayfield, professor de biologia da UC San Diego, ao lado de Skip Pomeroy e Michael Burkart, professores de química e bioquímica.

O objetivo é contribuir para a conscientização da sociedade e diminuição do impacto ambiental. O processo de criação dos chinelos começa com o cultivo de algas em tanques. Em seguida, elas são separadas da água para criar uma pasta viscosa. Os cientistas extraem a gordura e, em diferentes etapas químicas, é feita a quebra em partículas, que viram polímeros. Por último, os polímeros são despejados em um molde de calçado. As peças se decompõem em cerca de 18 semanas. 

Incubapack: Conheça a plataforma de serviços de embalagens flexíveis baseada no conceito de co-packing

A Dow, a Saberpack, EBA e parceiros da cadeia de embalagens se uniram para a criação da Incubapack, plataforma de serviços de embalagens baseada no conceito de co-packing, que abrange todas as etapas produtivas: design, impressão e envase. A   plataforma facilita a criação e otimização de invólucros flexíveis para empresas, que buscam se destacar no mercado.

 A iniciativa tem por objetivo atender marcas que não possuem linhas de produção em grande escala, mas que precisam apresentar embalagens que atendam à demanda específica de seu produto e atraiam o consumidor. Por meio de uma plataforma única, a Incubapack oferece ganho de escala para empresas que não possuem maquinário de envase próprio, participando das etapas, desde a criação da embalagem, passando pelo processo de impressão da marca e envase do produto.  A Incubapack possui três tipos de planos: Light, que contempla embalagem e envase; Total, com embalagem, envase e impressão; e a categoria Plus, que permite a embalagem, envase, impressão e design do produto. Para mais informações, acesse.

AMBEV expande projeto de materiais comerciais feitos de plástico100% reciclados

Focada em aumentar o uso de matéria-prima em seus materiais comerciais, a Ambev acaba de colocar em supermercados e estabelecimentos de todo o país cerca de 11 mil racks e 45 mil cestos de garrafas retornáveis produzidos com plástico 100% reciclado. A iniciativa tem como objetivo reduzir os resíduos de plástico gerados não só nas embalagens de produtos da companhia, como também nos materiais de trade.

Considerando todos os projetos de inovação tecnológica do plástico, desenvolvido junto a empresas parceiras que são movidas pelo mesmo objetivo da companhia, foram produzidos e colocados na rua de todo o Brasil mais de 100 toneladas de plástico 100% reciclado ao longo deste ano. Outro exemplo, são as mais de 3 mil mesas de plástico 100% reciclado da SKOL, além de mais de 14 mil cadeiras, que por questões de segurança e estabilidade, são feitas com 70% de material reciclado.

Todos os itens comerciais produzidos levam o selo de material sustentável da Ambev. Os racks são das marcas Brahma Duplo Malte e Bohemia, e os cestos são de todas as marcas de garrafas retornáveis da companhia.

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Mulheres do Plastico
close-link
close-link