Bulher
EconomiaEmbalagemEmpresaNotíciasPlásticoPlástico pelo mundo

Plástico pelo Mundo: Sindiplast, Razer, Milliken e muito mais

Fique por dentro do que aconteceu no mundo do plástico

Sindiplast-ES lança campanha Solidariedade para famílias carentes

O Sindiplast-ES (Sindicato da Indústria de Material Plástico do Estado do Espírito Santo) se solidariza com o momento de dificuldades, vividos pelas famílias que perderam tudo o que tinham durante as intensas chuvas, situação agravada com as medidas de isolamento social provocadas pela pandemia do novo coronavírus. Assim, lançou no mês de abril, Campanha Solidariedade, com o intuito de arrecadar cestas básicas e produtos de higiene pessoal para doar às famílias que enfrentam as privações. ⠀⠀

As doações podem ser feitas em horário comercial na sede do Sindiplast-ES (Avenida Nossa Senhora da Penha, 2053, 3° andar, Edifício Findes, Santa Lúcia, Vitória/ES) ou na fábrica Maifredo Embalagens (R. Rio de Janeiro, nº 14 – Jardim Limoeiro, Serra – ES). Essa é a segunda campanha desenvolvida neste sentido pelo sindicato, em parceria com Findes, por meio do programa Indústria do Bem, que tem o objetivo de ajudar o governo do estado a cuidar da população no combate ao novo coronavírus, por meio de ações conjuntas de várias indústrias. ⠀

Razer lança linha de roupas feitas com plástico reciclado

Kanagawa Wave é a mais nova linha de roupas da Razer com peças feitas a partir de plásticos recolhidos do oceano. Segundo a empresa, a marca financiará a recuperação de 1 kg de plástico marinho para cada peça da coleção que for vendida. A edição limitada tem como inspiração a obra de arte “A Grande Onda de Kanagawa”, criada pelo artista japonês Hokusai em 1829. A novidade está disponível na loja oficial da Razer apenas em alguns países. Vale ressaltar que os itens não estão à venda no Brasil.

Com o lançamento da linha, a Razer também lançou a #GoGreenWithRazer, reforçando a importância de ajudar a salvar o planeta. Além disso, toda receita da venda da linha Kanagawa Wave será utilizada para a recuperação do lixo em áreas costeiras. Ao todo, são recuperadas 11 milhões de toneladas de plástico do oceano, graças a esforços de reciclagem ao redor do mundo. O plástico é tido como uma das principais ameaças à vida marinha e à cadeia alimentar destes animais, sendo um dos piores poluentes da atualidade.

Milliken apresenta tecnologia que aumenta a barreira ao vapor de água em embalagens flexíveis de polietileno

Os recentes trabalhos de P&D e inovação realizados pela indústria no Brasil e no exterior para o setor de embalagem serão apresentados na 11ª Conferência Internacional de Embalagens Flexíveis. A Milliken está entre as empresas convidadas do evento online, organizado pelo Centro de Tecnologia de Embalagem (Cetea) em parceria com a Divisão de Extrusão e Embalagens Flexíveis (IFPED) da TAPPI, que aconteceu entre os dias 12 e 15 de abril.

De acordo com Márcio Biaso, gerente de contas sênior da Milliken, as aplicações do aditivo UltraGuard Natural têm demonstrado resultados positivos no aumento e melhorias de barreira à umidade em embalagens flexíveis de polietileno. Biaso fará a palestra técnica do produto que tem, dentre outros atributos, a vantagem de otimizar as estruturas e substituição de materiais, contribuindo para o desenvolvimento de embalagens mais sustentáveis e com redução nos custos operacionais. A empresa oferece todo o suporte técnico aos seus clientes, com o apoio no desenvolvimento e análises laboratoriais para a avaliação da performance do aditivo no produto final.

A JBS Ambiental desenvolve tecnologia que transforma plástico em piso sustentável

Foram dois anos de estudos realizados por especialistas até que fosse possível reciclar um dos principais resíduos sólidos da indústria, o plástico de embalagens multicamadas e transformá-lo de problema ambiental a solução sustentável, um “piso verde” para calçar ambientes externos. O chamado piso verde é a mais recente inovação da empresa, os estudos dos especialistas da JBS Ambiental resultaram em um elemento que é incorporado à massa do piso sustentável feito 100% de concreto. A empresa divulgou que inicialmente, passa a transformar em torno de 50 toneladas de aparas plásticas por mês, recolhidas nas unidades de Andradina (SP), Campo Grande (MS) e Lins (SP).

O produto, que em breve será disponibilizado para o mercado da construção civil, já está servindo de material para obras das unidades do próprio Grupo JBS. A empresa já assentou o piso na área externa da JBS Ambiental, no estacionamento. Sendo uma área de 2.200 m², o que corresponde a retirar do aterro cerca de cinco toneladas de plástico.

Quer estar sempre informado sobre a indústria do plástico? Preencha o nosso formulário para receber novidades e conteúdos de qualidade do mercado.

[dinamize-form id=”13211″]

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo