Bulher
Plástico pelo mundo

Plástico pelo Mundo: Olimpíadas, Dow, Termotécnica e muito mais

Fique por dentro do que aconteceu no mundo do plástico

Pela primeira vez, pódio das Olimpíadas será feito de plástico reciclado

De forma inédita, cerca de cem pódios das Olimpíadas e das Paraolimpíadas de Tóquio serão compostos de plástico reciclado. Aproximadamente 45 toneladas de resíduos plásticos foram transformadas em matéria-prima para a produção dos pódios.

Trata-se de um projeto coordenado pelas empresas Procter & Gamble e TerraCycle que teve início com a instalação de caixas coletoras de plástico em 2,5 mil pontos da rede de supermercados japonesa Aeon. Além disso, resíduos plásticos foram recolhidos dos oceanos para complementar a coleta. Depois do fim das Paraolimpíadas, os pódios serão reciclados e transformados em embalagens para produtos da P&G.

Dow está mais uma vez no ranking GPTW das melhores empresas para as mulheres trabalharem no Brasil

Pelo segundo ano consecutivo, a Dow está entre as organizações certificadas pelo ranking GPTW (Great Place to Work) como uma das “Melhores Empresas para a Mulher Trabalhar” no Brasil. A empresa ocupou a 17ª posição entre as 35 companhias de grande porte que foram reconhecidas por desenvolverem as melhores práticas para a valorização da mulher no mercado de trabalho. 

A Dow investe, há mais de 30 anos, em iniciativas que pretendem dar espaço e voz ativa às mulheres. Por meio do WIN (Women Inclusion Network), grupo de afinidade que se dedica a questões relacionadas ao empoderamento feminino e à equidade de gênero, a Dow promove ações de estímulo à liderança feminina, trabalha iniciativas de combate à discriminação contra mulheres e organiza debates para entender os desafios que as mulheres ainda enfrentam no ambiente de trabalho.

Termotécnica faz parceria para recolher e reciclar marmitas de isopor distribuídas pelos restaurantes populares de Joinville

A substituição do atendimento presencial pela entrega de marmitas nas duas unidades do Restaurante Popular de Joinville levou ao uso de embalagens de EPS (mais conhecido como isopor – marca registrada de empresa terceira). Elas acondicionam cerca de 1.500 refeições diárias, que atendem principalmente pessoas vulneráveis do município. Nos últimos meses, essas pessoas foram sensibilizadas a trazer de volta suas embalagens para o restaurante, para que pudessem ser coletadas e recicladas pela Termotécnica, que tem matriz na cidade, voltando ao mercado para dar origem a novos produtos. 

O primeiro contato entre a Termotécnica e o Restaurante Popular aconteceu após uma live da Semana Lixo Zero Joinville 2020, quando a equipe dos restaurantes conheceu como era feito o processo de reciclagem do isopor na unidade da companhia em Pirabeiraba. Na sequência foi feito um trabalho de conscientização dos funcionários e dos usuários do restaurante e a coleta passou a acontecer semanalmente.

Quer estar sempre informado sobre a indústria do plástico? Preencha o nosso formulário para receber novidades e conteúdo de qualidade do mercado.

[dinamize-form id=”13211″]

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo