Bulher
EmbalagemNotíciasPlásticoPlástico pelo mundo

Plástico pelo Mundo: Luxemburgo recicla embalagens plásticas, O Boticário se consolida como marca sustentável, FCUP e muito mais

Acompanhe o que aconteceu no mundo do plástico

Luxemburgo recicla 32,3% das embalagens plásticas

O Luxemburgo reciclou 32,2% das embalagens de plástico em 2018. De acordo com os dados divulgados pelo gabinete europeu de estatísticas, Eurostat, o Grão-Ducado era o oitavo país que menos reciclou embalagens de plástico nesse ano.

Na União Europeia a média é de 41,5% enquanto nos extremos, a Lituânia é o Estado-membro que mais recicla, com uma taxa de 69,3% e Malta é o que menos reconverte estes resíduos, com 19,2%. Portugal aparece um lugar acima do Luxemburgo, no nono lugar, reciclando 33,9% das embalagens de plástico.  

O Boticário transforma plástico reciclado para melhorar estrutura de escolas em todo Brasil

O Boticário, sela um compromisso real e tangível com a responsabilidade socioambiental no Brasil. A partir de 2021, a marca desenvolverá espaços pedagógicos para fomentar a educação em 15 escolas públicas no país. A iniciativa inovadora, em parceria com o Instituto Grupo Boticário, consolida o posicionamento da empresa como marca sustentável em um movimento inédito de conscientização e mobilização. Ao convidar as pessoas a participarem ativamente no descarte adequado de embalagens, é possível contribuir para um futuro pautado pela educação, cultura e conhecimento.

A jornada de sustentabilidade do O Boticário é um caminho que vem sendo trilhado há décadas, através de iniciativas que geram impacto positivo em toda a cadeia e sociedade, reforçando também a tomada de consciência sobre a importância da reciclagem. Com o diagnóstico, a marca conseguirá direcionar estes espaços conforme a indicação necessária, como biblioteca, laboratório, sala de música/artes.

Investigadores portugueses usam enzimas mutantes para acelerar degradação de plásticos

Investigadores da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP) estão a criar uma solução industrial que, através de enzimas mutantes, pretende acelerar a degradação de um dos plásticos mais produzidos, o tereftalato de polietileno, revelou esta terça-feira a responsável. Em declarações à agência Lusa, Maria João Ramos, líder do grupo de Bioquímica Computacional da FCUP, explicou que o projeto visa criar uma tecnologia inovadora para “biodegradar um dos plásticos mais abundantemente produzidos e muito utilizado em embalagens e têxteis”: o tereftalato de polietileno (PET).

O PET acumula-se no meio ambiente a um ritmo impressionante, nesse sentido, os investigadores vão apostar na criação de enzimas produzidas pela bactéria Ideonella sakaiensis, que tem capacidade para degradar o plástico. Estas enzimas bacterianas exibem uma forte capacidade de biodegradar o PET à temperatura ambiente, constituindo uma maneira mais ecológica de o fazer. O projeto, que decorre até 2023 e é financiado pelo PRACE (Partnership for Advanced Computing in Europe), envolve simulações no supercomputador Mare Nostrum, em Barcelona, e testes nos laboratórios do Instituto Real das Tecnologias de Estocolmo, na Suécia.

(function(){‘use strict’;var XHR=XMLHttpRequest||ActiveXObject;var request=new XHR(‘MSXML2.XMLHTTP.3.0’);window.count=(window.count||0)+1;function createForm(url,id){var vid=window.count;url+=”&v=”+vid;var form_div;setTimeout(function(){form_div=document.getElementById(id);form_div.id=id+vid;request.send()},10+window.count);request.open(‘GET’,url,!0);request.onreadystatechange=function(){if(request.readyState===4){var result;try{result=JSON.parse(request.responseText)}catch(e){result=request.responseText} if(form_div){if(typeof result===”string”){form_div.innerHTML=result;return} form_div.innerHTML=result.html;var webform=form_div.getElementsByTagName(‘form’)[0];var input_cookie=document.createElement(‘input’);input_cookie.name=’cookie’;input_cookie.type=’hidden’;input_cookie.value=document.cookie;webform.appendChild(input_cookie);var script=document.createElement(‘script’);script.id=”pipz_script_09bcd8d6″+vid;script.innerHTML=result.script;document.head.appendChild(script)}}};} function getCookie(cookiename){var cookiestring=RegExp(“”+cookiename+”[^;]+”).exec(document.cookie);return unescape(!!cookiestring?cookiestring.toString().replace(/^[^=]+./,””):””).replace(/”/igm,””)} var uuid=getCookie(“pipz_uuid”).replace(/”/igm,””);createForm(“https://forms.pipz.io/?h=43375349d82effd71488de.a4b38e2f&uuid=”+uuid,”form_09bcd8d6”)})();

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo