mc components muck maq
EmbalagemEmpresaNotíciasPlásticoPlástico pelo mundoSustentabilidade

[Plástico pelo Mundo]: Fique por dentro das novidades

Acompanhe o que rolou no mundo do plástico essa semana

Startup britânica cria máscara feita de garrafas plásticas recicladas

A startup britânica de tecnologia wearable (“vestível”) Petit Pli criou uma máscara facial reutilizável e feita de plástico. Fabricada com tecido feito de garrafas plásticas recicladas, a MSK é presa ao redor do pescoço e inclui pregas geométricas que podem ser puxadas para cobrir o queixo e o nariz. Ela contém uma abertura interna entre o rosto e o pescoço onde pode ser inserido um filtro descartável que oferece proteção extra.

Segundo a startup, as máscaras geram a menor quantidade possível de resíduos, já que seu tecido é confeccionado com poliéster 100% reciclado proveniente de garrafas plásticas, além de ser resistente e poder ser lavada na máquina.

Evonik adquire a Porocel e acelera o crescimento do negócio de catalisadores

A Evonik adquire o grupo Porocel por US$ 210 milhões e acelera o crescimento do negócio de catalisadores. Baseada em Houston, Texas (EUA), a Porocel dispõe de uma tecnologia para a regeneração altamente eficiente de catalisadores de dessulfurização, produto em crescente demanda na produção de combustíveis com baixo teor de enxofre. A regeneração reduz as emissões de dióxido de carbono em mais de 50% na comparação com a produção de novos catalisadores para dessulfurização. Além disso, a Porocel dispõe de capacidade de produção disponível, permitindo que a Evonik agilize a expansão de seu negócio existente de catalisadores de leito fixo.

O posicionamento global da Porocel reforçará a presença mundial das atividades com catalisadores da Evonik. A boa complementaridade do portfólio de produtos e especialmente o aproveitamento das capacidades produtivas disponíveis da Porocel oferecem um potencial de crescimento considerável à Evonik. A empresa espera aumentar as vendas do negócio combinado de catalisadores para bem mais que 500 milhões de euros até o final de 2025, sem a necessidade de investir em novas capacidades. Os catalisadores são essenciais para a produção de uma variedade de produtos químicos e de combustíveis limpos. O mercado se caracteriza por um amplo leque de aplicações e crescimento robusto de cerca de 4% com baixa ciclicidade. 

Com iPack, Termotécnica oferece competitividade e flexibilidade para vendas no e-commerce

Pensado de forma a unificar plataformas de produtos e simplificar processos de embalamento, o iPack permite a distribuição de produtos pelos mais diversos modais de transporte, sendo em cargas fechadas ou fracionadas. A partir de um trabalho de engenharia customizada junto aos fabricantes, há a possibilidade de embalar vários produtos e modelos com otimização de moldes. Isso acontece porque as embalagens inteligentes iPack são projetadas para serem flexíveis, adaptando-se a vários itens de uma mesma linha. Além de reduzir a absorção de impactos no transporte, manter e melhorar a exposição no varejo reduzindo o contato humano com os produtos em toda a cadeia.

O iPack reúne conceitos de ecodesign, rastreabilidade, ecoeficiência e otimização de materiais aplicados a soluções de embalagens. As equipes técnicas da Termotécnica têm trabalhado em diversas frentes voltadas ao rompimento de barreiras logísticas no fornecimento de embalagens de EPS. A universalização da embalagem para diferentes modelos de produto de um mesmo fabricante, não apenas facilita o embalamento e otimiza materiais e processos, como aumenta a competitividade no frete.

Matias Campodonico assume Diretoria de Sustentabilidade para a América Latina da Dow

A Dow acaba de anunciar que Matias Campodonico, Diretor de Relações Públicas e Assuntos Governamentais para a América Latina, assumirá novas responsabilidades na companhia como Diretor de Sustentabilidade para a região. A atuação de Campodonico terá ligação estratégica com os objetivos da companhia, que recentemente anunciou suas novas metas de sustentabilidade, que visam a proteção do clima, a eliminação de resíduos e o fechamento de ciclo.

Matias Campodonico ingressou na Dow em 2011, em Buenos Aires, como Gerente de Assuntos Governamentais para a Região Sul, onde foi responsável pela coordenação das políticas públicas e estratégia de assuntos governamentais da Dow. Antes de retornar à América Latina em 2017, o Diretor passou quase quatro anos na sede da Dow em Midland, nos EUA, como Diretor do Escritório do CEO.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Mulheres do Plastico
close-link
close-link