mc components muck maq
EconomiaEmbalagemEmpresaNotíciasPlásticoPlástico pelo mundoSustentabilidade

[Plástico pelo Mundo]: Acompanhe as novidades

Fique por dentro do que aconteceu essa semana no mundo do plástico

Sapato impermeável é feito de borras de café e plástico reciclado

A startup finlandesa Rens Original desenvolveu um sapato feito a partir de borras de café. Cada par pesa 460 gramas, 300 gramas são borras de café e os 160 gramas são obtidos a partir de garrafas de plástico recicladas. São à prova de água e vegano. A borra é seca, pulverizada e misturada com plástico reciclado para criar um fio flexível, que é tricotado para fazer o cabedal do sapato.

Os sapatos foram totalmente impermeabilizados com uma “membrana AquaScreen Tech”, uma tecnologia que permite que o ar passe, mas protege contra a penetração de água. A ideia da Rens nasceu do desejo de fazer sapatos que sejam sustentáveis ​​e com boa aparência

Full Cycle produz viseiras com plástico recolhido dos oceanos

A Full Cycle, empresa de recursos renováveis, decidiu transformar o lixo das praias em viseiras, protetores de orelhas e peças de acessibilidade que permitem não tocar diretamente nas superfícies. O objetivo da Full Cycle, também é dar mais um passo em frente e procurar alternativas que permitam produzir uma nova versão onde todas as peças serão feitas a partir de plástico 100% reciclado.

O protetor de orelhas e as peças de acessibilidade são feitos com material totalmente reciclado e são necessárias 8 e 40 gramas de plástico reciclado para fabricar cada uma destas peças. No caso da viseira, o plástico reciclado é usado apenas no suporte e nas peças de reforço, o que representa 25 gramas de resíduos reciclados.

Estudante mexicana cria plástico de casca de laranja que se decompõe em 90 dias

A estudante mexicana Giselle Mendonza venceu um concurso nacional apresentando um bioplástico que ela criou da casca de laranja. Como o México é o quinto maior produtor de laranja do mundo, Giselle Mendoza pensou em como reaproveitar esse resíduo para criar um material muito útil para diversas finalidades, que é o plástico.

Para a produção do bioplástico funcionar, a estudante  fez parcerias com produtores de laranjas, garantindo que ela teria a matéria-prima do projeto sem investir nada. Hoje o México produz cerca de 4,5 milhões de toneladas de laranja, onde 40% a 65% se transformam em lixo. Ela também considerou que a fruta é abundante em diversos países, o que facilita a fabricação do bioplástico.

Covestro e Trans-Textil colaboram em revestimento têxtil sintéticos respiráveis base água

Com o nome comercial AQUAIR, a Trans-Textil GmbH apresenta ao mercado têxteis revestidos altamente respiráveis com base em componentes de fórmula puramente aquosa e sem solvente da Covestro. As duas empresas estabeleceram as bases para uma linha de produtos funcionais, que também se concentra em aspectos ecológicos. Essa combinação de propriedades junto com o extenso portfólio de sistemas de membrana, substratos e tecnologias têxteis da Trans-Textil possibilita aos seus clientes uma ampla gama de produtos sofisticados e individuais.

As opções incluem desenhos em relevo em looks de couro clássicos ou exóticos, estruturas têxteis ou padrões técnicos, coloração flexível e uma ampla seleção de substratos têxteis e sistemas espaçadores baseados em tecidos. Como um componente projetado para aumentar o conforto dos sapatos, a alta permeabilidade ao vapor de água do AQUAIR contribui para a regulação ativa do microclima no interior do calçado. A tecnologia lavável garante a maior liberdade de movimento possível nas roupas, devido ao seu alto grau de elasticidade.

Quer saber mais sobre a indústria do plástico? Preencha o nosso formulário para saber mais novidades receber os conteúdos de qualidade do mercado plástico.

Tag

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar