Bulher
EconomiaEmbalagemEmpresaNotíciasPlásticoPlástico pelo mundoSustentabilidade

[Plástico pelo Mundo]: Acompanhe as novidades

Fique por dentro do que aconteceu no mundo do plástico

Ciência desenvolve plástico que se recicla ‘eternamente’

Para combater problemas do meio ambiente de longa data, a cientista Corinne Scown, do Lawrence Berkeley National Lab, da Universidade da Califórnia, e seus colegas de trabalho desenvolveram um substituto com potencial. A polidicetoenamina (PDK) é um novo tipo de plástico que pode ser reciclado “infinitas vezes”. Esse material pode ser decomposto e reciclado sem que isso altere sua qualidade. Todos os componentes desse material podem ser quebrados e receber uma segunda vida sem afetar a qualidade do plástico. 

O plástico PDK pode ser derretido por meio da utilização de ácido e não somente calor, isso ajuda a reduzir os níveis de emissão de carbono em um processo de reciclagem. Os cientistas descobriram que 100% dos monômeros de PDK podem ser reaproveitados.  Ainda é cedo para pensar na utilização de PDK em larga escala, a produção desse material tem um custo de 10 a 20 vezes a do plástico normal. Para fabricá-lo, é necessária a utilização de uma série de componentes químicos específicos. Os pesquisadores procuram formas de diversificar as aplicações do produto, além de buscar empresas privadas que queiram utilizar o material em larga escala.

Celomax, empresa pioneira de embalagens sustentáveis completa 30 anos de existência 

Com diversos produtos e cases de sucesso em seu portfólio, a Celomax, empresa de embalagens compostáveis e biodegradáveis, situada no interior paulista, conta com cerca de 20 funcionários, maquinário exclusivo, desenvolvimento constante de novos produtos e encerrou o ano de 2020 com mais de R$ 5 milhões de faturamento.

A Celomax trabalha de forma consciente em todos os processos, utilizam na fábrica um poço caipira com bombas para cuidar das plantas, proíbem o uso de qualquer agrotóxico no jardim, possui 100% de energia proveniente de painéis solares, estão numa pequena floresta urbana de sua propriedade, que para a satisfação geral, suporta uma pequena fauna de animais selvagens, como teiús, saruês, saracuras e grande variedade de pássaros.

Tecnologia converte resíduo plástico em combustível de aviação em 1 hora

Pesquisadores da Universidade Estadual de Washington (EUA) desenvolveram uma maneira inovadora de converter plásticos em ingredientes para combustível de aviação e outros produtos valiosos, tornando mais fácil e econômico reutilizar plásticos. Os cientistas conseguiram converter 90% do plástico em combustível de aviação e outros produtos de hidrocarbonetos valiosos em uma hora a temperaturas moderadas. Além disso, conseguiram ajustar facilmente o processo para criar os produtos que eles desejam.

Em seu trabalho, os pesquisadores desenvolveram um processo catalítico para converter de forma eficiente o polietileno em combustível de aviação e lubrificantes de alto valor. O polietileno, é o plástico mais comumente usado. Ele é empregado em uma grande variedade de produtos, desde sacolas plásticas, jarros de leite e frascos de xampu até encanamentos resistentes à corrosão, madeira composta de madeira-plástico e móveis de plástico.

Quer estar sempre informado sobre a indústria do plástico? Preencha o nosso formulário para receber novidades e conteúdos de qualidade do mercado.

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso! Seja bem-vindo ao maior Portal do Plástico da América Latina.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Mulheres do Plastico
close-link
close-link