mc components muck maq
Plástico pelo mundo

[Plástico pelo Mundo]: Acompanhe as novidades

Fique por dentro do que aconteceu no mundo do plástico essa semana

Cientistas usam madeira para criar plástico reciclável e biodegradável

O estudo publicado na Nature Sustainability, descreve o processo minucioso de desconstrução da matriz porosa da madeira natural em uma pasta. O material resultante tem alta resistência mecânica, estabilidade ao reter líquidos e resistência à luz ultravioleta.

Para criar a mistura de lama, os pesquisadores usaram um pó de madeira, resíduo geralmente descartado nas serrarias. Essa estrutura foi desconstruída com um solvente eutético profundo biodegradável (DES) e reciclável, criando um produto com alta viscosidade, que pode ser fundida e laminada sem quebrar. O plástico derivado de madeira também pode ser decomposto de volta na pasta inicial, por meio de um processo chamado agitação mecânica, o que também permite que o DES seja recuperado e reutilizado.

Reciclagem química promete plástico 100% reaproveitável

Uma nova certificação de processo de reciclagem química pode impulsionar o uso de embalagens flexíveis e filmes pós consumo na produção de novos plásticos no país. O processo traz ao menos três vantagens para o meio ambiente: diminui a extração e o uso da nafta, o principal insumo petroquímico, absorve resíduos de difícil reciclagem mecânica e resulta em resina de qualidade compatível com controles sanitários, para usos até na indústria alimentícia. A promessa é de tornar o plástico 100% reciclável, a exemplo do vidro e do alumínio, com material reciclado com as mesmas qualidades do original.

A reciclagem química dos plásticos é essencial para processar muitos tipos de embalagens que não são aproveitáveis através da reciclagem mecânica. Plásticos filme, laminados, embalagens multicamadas e outras mais complexas, flexíveis e finas costumam sobrar nas cooperativas e em centrais mecanizadas de reciclagem. Sem recicladores que possam processá-los e sem valor de mercado, acabam sendo enviados a aterros sanitários.

Evonik é reconhecida como uma das principais CMOs para a indústria farmacêutica pelo quarto ano seguido

A Evonik recebeu o prêmio CMO Leadership Awards em todas as seis categorias pelo quarto ano consecutivo. Como uma das principais CMOs para insumos farmacêuticos ativos e intermediários, a linha de negócios Health Care integra a divisão Nutrition & Care e representa um impulsor de crescimento decisivo para a Evonik. Para atender à crescente demanda dos clientes por seus serviços de CMO, a companhia está ampliando sua capacidade de produção em dois de seus parques industriais da Alemanha.

A pesquisa foi realizada com empresas farmacêuticas e de biotecnologia do mundo inteiro. Pelo quarto ano consecutivo, as empresas participantes escolheram a Evonik para receber o prêmio nas categorias Capacidades, Compatibilidade, Expertise, Qualidade, Confiabilidade e Serviços. Muitos clientes valorizam a estabilidade e o orgulhoso histórico de sustentabilidade da Evonik.

Alta tecnologia para o transporte de vacinas contra a COVID-19


Para garantir a qualidade no transporte dos tão aguardados imunizantes para a Covid-19, o time de inovação e engenharia de produtos da Termotécnica criou um novo tipo de embalagem específico para as vacinas. A Termotécnica possui um longo histórico de pesquisa, desenvolvimento e fabricação de embalagens térmicas em EPS. 

As vacinas aprovadas para uso emergencial no Brasil até o momento são a da Oxford/BioNTech e a CoronaVac, que precisam ser armazenadas em uma temperatura controlada entre 2ºC e 8ºC. Existem também as vacinas que precisam ser armazenadas a uma temperatura de -70ºC, ou entre -25ºC e -15ºC, por até duas semanas, como é o caso da produzida pela fabricante Pfizer, que obteve registro sanitário definitivo no Brasil.

Para atender essas baixas temperaturas, a Termotécnica utilizou diferentes tecnologias e elementos de refrigeração para atender cada uma das faixas de temperatura, seja ela de 2 a 8°C ou -70°C. A solução da Termotécnica para transportar as vacinas para o novo coronvaírus é composta por uma embalagem em EPS de alta densidade e paredes duplas para garantir o isolamento térmico.

Quer estar sempre informado sobre a indústria do plástico? Preencha o nosso formulário para receber novidades e conteúdos de qualidade do mercado.

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso! Seja bem-vindo ao maior Portal do Plástico da América Latina.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Mulheres do Plastico
close-link
close-link