Casa / Notícias / Pesquisa sobre plástico em concreto conquistou 1º lugar em mostra científica

Pesquisa sobre plástico em concreto conquistou 1º lugar em mostra científica

Estudo aborda plástico como aditivo no concreto para construção civil

Em um evento realizado em novembro de 2017, alunos do ensino médio da escola Sesi (Serviço Social da Indústria), de Álvares Machado, conquistaram o primeiro lugar na 1ª Mostra Científica de Projetos Escolares de Presidente Prudente: Difusão da Ciência e sua Interdisciplinaridade. Essa mostra fez parte do projeto de extensão Show da Química, realizado pela Trupe Quimiatividade da FCT/Unesp (Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho).

O grupo que conquistou o primeiro lugar é formado por três alunos de 15 e 16 anos, que estudaram o uso do plástico como um aditivo no concreto para a construção civil, em busca de torná-lo mais resistente e resolver o problema do lixo, que é descartado de forma incorreta. Segundo a bibliotecária Amanda Sertori dos Santos, que auxiliou o grupo na pesquisa bibliográfica, o processo teve início assim que as aulas começaram, a partir de diversos artigos científicos internacionais.

De acordo com a bibliotecária, no desenvolvimento da pesquisa “os alunos fizeram diversos testes, em que trituraram plásticos e misturaram em mais de 500 amostras de cimento. Com isso, produziram uma tabela com percentual de plástico utilizado e o teste de resistência com cada um”. Devido a dedicação que os estudantes tiveram para com a pesquisa, a conclusão positiva era esperada, mas a primeira colocação foi surpreendente. “Vimos o resultado positivo, pela experiência que adquiriram. Os alunos já têm esse contato com trabalhos científicos, inclusive, uma das alunas ganhará uma bolsa de iniciação científica na Unesp. Ficamos felizes pela premiação”, afirma.

O evento contou com inscrição de cinco escolas, onde somente quatro foram participantes – duas de Presidente Prudente, uma de Álvares Machado e uma de Pirapozinho. Segundo Danielle das Chagas Santos, a coordenadora do projeto, “a mostra foi um ato a mais no projeto, para dar valor ao trabalho que as escolas realizam em feiras de ciências. Fizemos um intermédio entre as pesquisas e as escolas, além de ser uma forma de valorizar a atitude dos professores e dos alunos em realizar e executar uma pesquisa”. Ela relatou que objetivo principal foi proporcionar uma oportunidade aos jovens estudantes de representar suas escolas e demonstrar a criatividade na elaboração e apresentação de projetos científicos.

Além disso, a coordenadora relata que a Trupe Quimiatividade iniciou as atividades há 10 anos e realiza o Show de Química em diversas escolas da região durante todo o ano. A apresentação dos projetos e pesquisas consiste em divulgar os experimentos científicos dos estudantes, de maneira demonstrativa e interativa, para que eles se sintam encorajados a realizar os projetos e ampliar o interesse pela área. “O grupo é composto por acadêmicos de licenciatura e pós graduados em química. Acredito que se mantém até hoje por ser uma apresentação itinerante e que o público participa”, pontua.

O tema abordado para a mostra foi baseado em “Química e Sustentabilidade” e é atual, de suma importância para a sociedade e meio ambiente. “Fizemos um intermédio entre as pesquisas e as escolas, além de ser uma forma de valorizar a atitude dos professores e dos alunos em realizar e executar uma pesquisa”, afirma Danielle.

Além disso, verifique

Conheça Caio de Alcântara Machado, o pioneiro nas feiras de negócios no Brasil

Primeira feira de negócios revolucionou o cenário econômico brasileiro, mostrando estratégias inovadoras para as empresas …