Super Finishing
EmpresaNotíciasPlásticoSustentabilidade

Logística reversa se mostra eficaz no mercado com acrílico ecológico

O setor de acrílico mostra-se sustentável no mercado recuperando por ano mais de 1200 toneladas no País

O setor de acrílicos ganha destaque com a prática de recuperação e reaproveitamento de sucatas, como as chapas ecológicas, produto final do reaproveitamento de sobras industriais. O acrílico não é descartado facilmente, e não se deve ser confundido com o plástico de uso único, que é descartável.

João Orlando Vian, consultor executivo do INDAC (Instituto Nacional para o Desenvolvimento do Acrílico) ressalta, não se pode confundir o plástico de uso único com o acrílico, que é o material plástico que menos se descarta, principalmente por conta de sua valorização. “Só para ter uma ideia, o preço pago pelo mercado por um quilo de sucata de acrílico é de em média 1 dólar. E vale ressaltar que para se fazer um quilo de chapa ecológica é preciso dois quilos de sucata, já que processo envolve perdas durante refino”, comenta.

A Sheet Cril, fica no interior de São Paulo, sendo hoje a maior recicladora de acrílico do País, sendo recicladas por ano, cerca de 800 toneladas de acrílico, resultando em cerca de 400 toneladas de chapas ecológicas. Considerando o País, que conta com nove empresas recicladoras de acrílico, de 100 a 120 toneladas de chapas acrílicas por mês são reaproveitadas. “Esse número pode variar bastante dependendo do mercado, mas, no geral, a maior dificuldade das empresas deste segmento é mesmo encontrar sucata. Não há sobra pra que você consiga atender uma maior demanda. Lembrando que a maior parte do material com que trabalhamos são sobras industriais”, afirma Marcos Rodrigues, diretor da Sheet Cril.

No mercado de acrílico, as chapas recicladas vão para o mercado com um valor em torno de 20% mais baixo que as chapas originais, ao contrário do que acontece normalmente no mercado, onde os produtos ecológicos são mais caros que suas versões padrões. A preferência por chapas coloridas é maior entre os compradores de chapas ecológicas do que entre os compradores das virgens. No segmento ecológico as chapas coloridas movimentam 40% das vendas, e as chapas transparentes movimentam cerca de 20% das vendas.

As vantagens oferecidas pelas chapas ecológicas podem ser listadas por serem mais facilmente moldadas e com durabilidade similar da chapa virgem. “Temos testado aqui na empresa também, com bastante sucesso, a produção de luminosos e letras caixas feitas inteiramente em acrílico, sem fundo misto, que, graças à adição de um protetor solar podem ser usadas mesmo em ambientes externos”, explica o diretor da Sheet.

A Castcril, produtora de chapas acrílicas, desenvolveu uma chapa de acrílico ecológica que promete superar as ofertadas atualmente. “Desenvolvemos uma matéria-prima de alta qualidade, feita para atender especialmente grandes empresas. Nosso objetivo é quebrar o paradigma de que o acrílico reciclado deve ser aplicado apenas em projetos que visam redução de custo e baixa exigência de qualidade”, explica William Oliveira, diretor da empresa.

O produto será lançado no início de 2020, e ainda segundo Oliveira, o baixo reaproveitamento de materiais plásticos no Brasil hoje se deve a falta de educação ambiental e de políticas públicas. Neste sentido, o acrílico é um plástico sem igual, 100% reciclável, mas vale lembrar que mesmo ele sofre com a falta de políticas públicas que incentivem o uso e a comercialização de materiais reciclados, reforça.

O acrílico é reciclado quimicamente e no processo, não é preciso que a matéria-prima nova seja adicionada á sucata para reciclagem. A reciclagem do acrílico não aceita mistura. Sendo realizada com a separação e limpeza da sucata de chapas que serão trituradas e fundidas.

 Quer saber mais sobre a indústria do plástico? Preencha o nosso formulário para saber mais novidades receber os conteúdos de qualidade do mercado plástico.

Tag

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo