Blob Web
Notícias

Inovação é instrumento para sair da crise, diz vice-presidente da Fiep em seminário de eletroquímica

Evento internacional reúne especialistas da área de eletroquímica em Curitiba para debates sobre inovação

Nesta terça-feira (30), durante a abertura do 2° Seminário Internacional de Inovação Industrial em Eletroquímica, que acontece em Curitiba e é promovido pelo Instituto Senai de Inovação em Eletroquímica, o vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Rodrigo Martins, destacou a importância da inovação para que momentos de crise econômica, como o que o Brasil passa, sejam superados. “A nossa missão é aproximar as empresas e as pesquisas da inovação. Independente da crise, a inovação é fundamental para a competitividade das empresas. Ela é um instrumento para a saída da crise”, disse, sobre o trabalho do instituto e da Fiep.

O seminário reúne especialistas de universidades e institutos que realizam pesquisas em eletroquímica no Brasil e no mundo, com autoridades de países como Alemanha, Espanha, Portugal, França e Canadá, além de brasileiros de Minas Gerais, São Paulo e Paraná. Durante a terça e quarta-feira (31), os palestrantes e participantes vão debater sobre diversos temas relacionados à eletroquímica, como baterias, corrosão, células a combustível, além dos projetos de inovação na área.

Também em seu discurso de abertura, o diretor regional do Senai no Paraná e superintendente do Sesi e IEL no estado, José Antônio Fares, disse que o evento oferece experiências bem-sucedidas do instituto aos participantes.

“O nosso desafio é consolidar o Senai na inovação tecnológica, tanto que, em 2017, teremos um grande plano de divulgação do programa de inovação tecnológica. Eu fui cliente do Senai por 15 anos em uma empresa e, se perguntarmos para as empresas quais são os três parceiros vitais para o crescimento sustentável, certamente, entre os três citados estará o nome do Senai”, destacou.

Segundo o diretor do Instituto Senai de Inovação em Eletroquímica, Luiz Carlos Ferracin, é importante o debate sobre a inovação na área de eletroquímica, tanto pela abrangência que o tema possui, quanto pelo envolvimento de especialistas de universidades com a indústria. “O seminário é um momento importante para aproximar a universidade, ser parceiro dela. E de tal forma, que se possa adequar a tecnologia desenvolvida na universidade para a indústria para que ela possa conseguir um retorno com esse investimento”.

Tag

Artigos relacionados