Bulher
COVID-19EmpresaNotíciasPlástico

Iniciativa traz guia para volta às aulas presenciais

Movimento Plástico Transforma traz linguagem didática sobre o uso e destinação correta de itens á proteção para retorno às aulas

O Movimento Plástico Transforma, uma iniciativa do PICPlast (Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico), anuncia o lançamento de um guia com dicas de segurança para a volta às aulas presenciais, que deverão ser adotadas por diversas escolas brasileiras.

Direcionado para pais, alunos e professores, o objetivo do material é abordar atitudes que proporcionem uma retomada com proteção e segurança a todos, incluindo a utilização e descarte correto de itens de plásticos. A proposta é estabelecer um diálogo com a sociedade e com a cadeia de transformação sobre como a utilização do plástico pode transformar nosso dia a dia e nosso futuro, de forma criativa e responsável.

Fernanda Maluf, coordenadora do Movimento Plástico Transforma explica que o Movimento tem uma série de atividades voltadas ao público infantojuvenil com o objetivo de reforçar conceitos como consumo consciente e destinação correta dos resíduos, reciclagem de plásticos pós-consumo e transformação em novos produtos. “No retorno às aulas, não poderíamos deixar de ajudar pais, crianças e professores com dicas e orientações para um retorno mais seguro a todos”.

complementa Simone Carvalho, também coordenadora conta que o objetivo do guia é contribuir com a sociedade, especialmente neste momento importante. “Nossa intenção é colaborar para que o retorno às salas de aula seja o mais seguro para todos”.

Entre os destaques do guia está a recomendação de sempre levar um frasco plástico com álcool gel 70% na mochila, que pode ser utilizado para higiene pessoal e na higienização dos materiais usados nas aulas. O frasco é reutilizável e deve ser reabastecido sempre que necessário. Já as máscaras descartáveis, feitas de material plástico (não-tecido), podem ser usadas até ficarem úmidas ou por um período de 3 horas. Após o uso, devem ser descartadas em dois saquinhos plásticos, em lixo comum. O guia completo pode ser acessado.

O novo coronavírus fez com que hábitos de higiene se transformassem em escudo para evitar a contaminação e, neste cenário, a percepção do uso do plástico ganhou um novo olhar. Soluções plásticas, como barreiras físicas de acrílico, protetores faciais e filmes para embalar superfícies, assumiram uma função fundamental na prevenção contra o novo coronavírus. A indústria da transformação também se mobilizou e diversas empresas se reuniram para produzir soluções a partir de resina plástica para equipamentos de proteção individual, os EPIs, doados aos profissionais de saúde. Já o movimento maker, que utiliza criatividade aliada à tecnologia para criar soluções mais acessíveis, apostou na impressão 3D para confeccionar viseiras e até mesmo respiradores artificiais.

Quer saber mais sobre a indústria do plástico? Preencha o nosso formulário para saber mais novidades receber os conteúdos de qualidade do mercado plástico.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo