Blob Web
NotíciasPlástico

História e evolução do plástico

Conheça um pouco da história e de como este material se desenvolveu

O plástico é um material indispensável e fundamental para a sociedade, principalmente por inúmeros itens, que só existem devido a sua criação. Inicialmente, os materiais plásticos surgiram com o objetivo de substituir materiais de origem animal, como o marfim dos elefantes. E foi assim que o plástico se consolidou como um material leve, resistente e versátil.

A seguir, acompanhe uma linha do tempo, que apresenta a evolução deste material, desde o seu surgimento até os dias atuais.

  • 1900 – Surgimento do Plástico

Substituindo o marfim dos elefantes, os cascos e chifres bovinos, surge a Baquelite®, primeira forma comercial de plástico totalmente sintético – em uso até hoje, tendo como apelo sua versatilidade e modernidade.

  • 1900/1950 – Plástico na confecção de vestuário e objetos

Em 1909 surge o descartável, que vem atender a legislação americana que proibia o uso de xícaras comunitárias em trens, o que evitava a disseminação de doenças.

Os anos 30 foram impactantes para a indústria do plástico – os fabricantes aprenderam como produzir poliestireno, polímeros acrílicos e poli (cloreto de vinila – a partir do petróleo).

Em 1938 a Poliamida (nylon®) foi inventada, novo passo foi dado pelo plástico em direção à intimidade e ao corpo humano. O plástico entrou no âmbito da moda, do estilo e da elegância.

Nos anos 50 vêm o crescimento dos laminados decorativos, aqueles conhecidos como Formica®, muito populares em lanchonetes e restaurantes nos Estados Unidos. Ao mesmo tempo, a resina de melamina-formaldeído torna-se popular na fabricação de utensílios domésticos. Na década de 50, os plásticos tornam-se a nova tendência na indústria de confecção de vestuário. Tecidos de poliéster, nylon® e Lycra® eram fáceis de lavar, dispensavam a necessidade de passar as roupas e eram muito mais baratos que os tecidos naturais. Como resultado, o plástico se tornou muito popular entre os consumidores, cansados do cotidiano de trabalho doméstico.

  • 1960/1980 – Da decoração à brincadeira

O plástico foi referência estética, visual e de bom gosto. Ele chegou com apelo futurista, arrojado, dinâmico e alinhou o Brasil à modernidade do mundo. Também na área tecnológica, nos idos dos anos 60, os plásticos aparecem como importante material na produção de componentes para naves espaciais, durante a corrida espacial. Seu baixo peso e versatilidade fazem dele um material fundamental para o sucesso da exploração espacial.

A música, a fotografia e o vídeo também souberam se servir dos benefícios do plástico.

Ninguém que tenha crescido nos anos 70/80 está completamente imune ao plástico, ao seu caráter divertido ou à sua presença constante e marcante no cotidiano, seja na música ou nos brinquedos, o plástico se fazia presente.

  • 1990/2000 – Plástico nas indústrias automotivas e de alimentos – início de maior visibilidade e reciclagem

Neste período, os meios de transporte começam a utilizar maior quantidade de conteúdo plástico, devido a sua leveza e redução de consumo de combustíveis e seu uso alcança 11% em 1988. Com o surgimento dos super e hipermercados, vem o aumento de uso dos plásticos nas embalagens para manter o frescor dos produtos e da vida dos produtos que compramos nas prateleiras. Com o aumento da ênfase na proteção ao meio ambiente, novas técnicas foram desenvolvidas para recuperar e reciclar os produtos plásticos ao término da sua vida útil.

  • 2001/atual – Virada do milênio: os plásticos possuem um futuro brilhante

Os plásticos possuem um futuro brilhante. Com uma indústria inovadora que contribuiu com os avanços críticos no século XX e como a chave para alavancar algumas das maiores metas no novo século XXI: avanço tecnológico, proteção ao meio ambiente, prosperidade econômica e melhoria dos padrões de vida para toda a humanidade.

O aumento do conteúdo de material reciclado passa a ser uma tendência com olhar positivo da sociedade sobre essas iniciativas. Grandes marcas já anunciaram metas globais para a inserção do material reciclado. Com isso, produtos elaborados com material virgem já começam a seguir uma tendência de ecodesign para aumentar a qualidade e a viabilidade de recuperação do material e sua reinserção na cadeia de produção, na forma de novos produtos com alto valor adicionado.

Alguns avanços tecnológicos:

  • Polímero à prova de balas
  • Sangue plástico
  • Células solares poliméricas
  • Avião Solar Impulse
  • Polímeros implantáveis
  • Voos espaciais comerciais
  • Órgãos do corpo impressos em 3D
  • Carros autônomos
  • Telas plásticas flexíveis.

Fonte: Abiplast

Entenda mais sobre a utilização e indústria do plástico com o melhor e mais completo portal do segmento. Preencha o formulário abaixo e receba notícias e conteúdo segmentado.

Tag

Artigos relacionados