Plastico Brasil
NotíciasPlástico

Garrafa PET transparente é a mais favorável para reciclagem

Cartilha da Abiplast ensina práticas que podem ser adotadas pela indústria e também pelos consumidores para facilitar a reciclagem e tornar o plástico um material cada vez mais verde

 

A cartilha de boas práticas em plástico, lançada pela Abiplast (Associação Brasileira da Indústria do Plástico), traz diversas dicas sobre como manter-se sustentável na indústria plástica. Dentre as práticas sugeridas, está a mudança do mercado para adotar garrafas PET mais favoráveis ao Meio Ambiente.

Embora, todos os produtos de PET sejam recicláveis, alguns detalhes prejudicam essa reciclagem nas cooperativas de catadores. Dentre os fatos, a sujidade das embalagens, a presença de diversas cores do mesmo material, a presença de contaminantes e outros detalhes destacam-se como vilões da reciclagem.

A dica da Abiplast é optar por garrafas PET mais favoráveis ao processo de reciclagem. O material mais indicado para todos é o PET translucido ou transparente, que é mais favorável pois permite melhor manuseio.

Em segundo lugar está o material PET translúcido azul suave e em terceiro o translúcido azul e verde. O terceiro colocado é considerado neutro na escala de materiais mais ou menos favoráveis.

Na sequência, vêm o PET translúcido âmbar ou vermelho e por fim o prato, esses considerados bem menos favoráveis ao processo de reciclagem.

Dicas para o consumidor

Além disso, é importante manter a garrafa limpa e não descartá-la no lixo comum quando houver produtos químicos contaminantes em seu interior. Coloque no lixo reciclável, apenas aquilo que não prejudicará o Meio Ambiente ou as pessoas. As demais embalagens, de agrotóxicos, por exemplo, devem ser descartadas da forma correta. Procure a prefeitura de sua cidade para informar-se dos pontos de coleta de material especial.

Mais dicas para os fabricantes

A cartilha também sugere que as indústrias façam alterações como evitar o uso incorreto ou excessivo do número ‘7’ – outros na identificação da embalagem e a presença de contaminantes como selos de alumínio. As embalagens também precisam ser identificadas, fugir de pigmentações diferentes no mesmo produto e evitar a impressão silk screen.

Tag

Artigos relacionados

Verifique também

Close