Bulher
Mais LidasNotíciasPlástico

Conheça a “Floresta do Futuro” feita com 3 toneladas de plástico reciclado

Na cidade no México, o artista Thomas Dambo constrói floresta de plástico reciclado, com a intenção de homenagear desde funcionários que recolhem o lixo até aos envolvidos no processo de reciclagem

Thomas Dambo é um artista dinamarquês que nos últimos dez anos vem se dedicando na criação de grandes esculturas, tendo como matéria-prima o lixo. Para ele, as pessoas que trabalham com a coleta de lixo são verdadeiros heróis, não apenas pela coleta, mas por garantirem que seja reciclado ao menos uma parte da enorme quantidade de lixo que produzimos.  

O artista criou sua mais recente obra, o “Future Florest” (Floresta do Futuro), feita a partir de 3 toneladas de plástico reciclado transformado em árvores coloridas, flores e animais, possui cerca de 500 metros quadrados. Com o objetivo não apenas para criar consciência sobre a grande problemática da poluição plástica, mas como uma homenagem a esses heróis do dia a dia, sem quase obter o reconhecimento e respeito que todos nós devemos a eles.

Foram necessárias 8 semanas para coletar o lixo e construir a floresta, que agora está em exibição no jardim botânico de Chapultepec, no México, onde poderá ser encontrada pelos próximos meses. A organização local, que ajudou o artista a colocar em prática o sonho de uma floresta feita exclusivamente de lixo plástico, está realizando oficinas onde novas crianças vêm regularmente e constroem novas flores, plantas e animais. Dessa forma, a floresta continuará crescendo e a mensagem se espalhará ainda mais.

Na Cidade do México, esses heróis que trabalham com coleta e reciclagem são chamados de Pepenadores e com a ajuda deles, seus filhos, mais de 700 alunos, um orfanato, um lar de idosos e mais de 100 voluntários, transformamos 3 toneladas de lixo plástico em uma floresta de plástico colorido de 500m² com milhares de flores, árvores e animais.

Dambo, em divulgação no site Bored Panda, conta “Minha parte favorita foi que, por uma hora e meia, consegui levar as 20 crianças ao aterro sanitário no centro da Cidade do México para ver a instalação que ajudaram a criar. Eles nunca tiveram a oportunidade de ir lá, mas agora eles faziam parte desta grande instalação de arte que milhares de pessoas vieram ver, e eles estavam muito orgulhosos e felizes. Acho que definitivamente ajudou a educar as crianças sobre o lixo plástico”.

O artista diz que seu mantra é que “o mundo não precisa se afogar no lixo; podemos construir um futuro brilhante para o mundo se nos tornarmos mestres da reciclagem”. E assim ele constrói grandes projetos como a floresta do futuro e muitos outros para inspirar, ensinar e mostrar as possibilidades escondidas em nosso lixo.

Além da Floresta do Futuro, Thomas Dambo já realizou diversos trabalhos artísticos, como esculturas de Trolls gigantes feitas de madeira reciclada, que estão espalhadas pelas florestas da Dinamarca.

Quer estar sempre informado sobre a indústria do plástico? Preencha o nosso formulário para receber novidades e conteúdo de qualidade do mercado plástico.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo