mc components muck maq
NotíciasPlástico

Descubra o potencial econômico presente nos seus resíduos plásticos

Segundo o Sindicato Nacional das Empresas de Limpeza Urbana (Selurb), o Brasil gera cerca de 10.5 milhões de toneladas de resíduos plásticos anualmente. Se todo esse material fosse reciclado, seriam injetados R$5.7 bilhões na economia nacional. O potencial econômico deste tipo de resíduo representa uma grande oportunidade de mercado para as empresas que os geram. Entretanto, nem todas elas possuem conhecimento sobre como aproveitar este material e encaminham seus resíduos à aterros sanitários, o que representa o aterramento de receita latente, além do impacto ambiental negativo – se comparado à reciclagem.

Observando essa questão, a startup Polen – Solução e Valoração de Resíduos desenvolveu a ferramenta “Calculadora do Potencial Econômico dos Resíduos Plásticos”. Após inserir informações como a categoria dos resíduos plásticos da sua empresa, a quantidade mensal de resíduos gerados e o valor gasto com sua destinação, você receberá um relatório por e-mail indicando o valor aproximado de quanto sua empresa pode ganhar com a venda destes materiais e como você pode começar a tornar esta previsão em realidade.

A calculadora é totalmente gratuita e tem como objetivo demonstrar para as empresas o valor imenso que os resíduos de plástico possuem, apontando a comercialização como a forma de destinação mais eficiente, tanto para as empresas quanto para o meio ambiente.

Categorias Disponíveis

Os polímeros são divididos em Termoplásticos e Termofixos. Os primeiros se referem a plásticos que não sofrem alterações estruturais quando aquecidos, e após o resfriamento eles podem ser novamente moldados. Enquanto isso, os termofixos são aqueles que uma vez moldados não podem ser fundidos e remodelados.

Todos os principais termoplásticospodem ter seus potenciais econômicos calculados na ferramenta. São eles:

  1. Polietileno Tereftalato — PET

Muito utilizado por ser impermeável, leve, transparente e inquebrável. Esse material é um dos mais reciclados pelas empresas. Sua resina é encontrada em garrafas de refrigerante, bandejas para micro-ondas e filmes para áudio e vídeo. Já seu uso reciclado costuma ser em fibras para carpete e estofamentos, acessórios e objetos diversos e materiais da indústria têxtil.

2. Polietileno de Alta Densidade — PEAD

Assim como o PET, o PEAD é inquebrável, impermeável e leve. Porém, também é resistente a baixas temperaturas, é rígido e possui resistência química. É considerado um dos melhores materiais para ser utilizado com alimentos naturais e industrializados, e também costuma ser reciclado. Embalagens para detergentes, caixas de leite de plástico e sacolas de supermercado são exemplos de onde é aplicado, enquanto embalagens de óleo para motor, tubulações de esgoto e conduítes são objetos que possuem o material reciclado.

3. Policloreto de Vinila — PVC

Esse material tem como características a rigidez, transparência, impermeabilidade e resistência às temperaturas. É conhecido também como vinil e é formado pela união do etileno com o cloro. É reciclável, mas menos usual que os anteriores. Cones de trânsito, brinquedos e bolsas de sangue possuem este material em sua composição e, após a reciclagem, ele costuma ser aplicado em mangueiras de jardim e em cabos em geral.

4. Polietileno de Baixa Densidade — PEBD

O PEBD é flexível, leve, transparente e impermeável. É outro tipo de material plástico reciclável. A aplicação desta resina se dá em sacos de lixo, bolsa para soro medicinal e sacos de pão. Sua reciclagem possibilita que ele componha envelopes, filmes e tubulações para irrigação.

5. Polipropileno — PP

Conserva o aroma, é inquebrável, transparente, brilhante, rígido e resistente às mudanças de temperatura. É reciclável e muito comum nas indústrias automobilísticas e na construção civil. Integra tubos para água quente, carcaças de baterias automotivas e canudos de plástico. Quando reciclado compõe vassouras, escovas e bandejas.

6. Poliestireno — PS

O Poliestireno é transparente, leve, brilhante, rígido, inquebrável, brilhante, impermeável, capaz de isolamento térmico, possui flexibilidade, grande moldabilidade sob ação do calor e baixo custo. Exemplos: Potes para iogurte, talheres de plástico e aparelhos de barbear descartáveis. Não costuma ser reciclado, porém quando passa por esse processo integra placas de isolamento térmico e bandejas.

Além dessas opções de resíduos plásticos, você ainda consegue calcular o valor intrínseco das seguintes categorias: ABS/SAN, Polietileno, Poliéster, Policarbonato e EVA (Acetato-Vinilo de Etileno). A Calculadora deve passar por atualizações e disponibilizar mais opções no futuro.

Utilize a ferramenta clicando em “Calculadora do Potencial Econômico dos Resíduos Plásticos“ e descubra quanto sua empresa pode faturar!

Autor: Breno Drummond Valle, Analista de Marketing Digital

Site: https://www.brpolen.com.br/

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo