Blob Web
Notícias

Covestro supera expectativas em 2016

A fabricante de polímeros Covestro, que está entre as maiores fabricantes mundiais do ramo, teve um ano recorde em 2016. A empresa impulsionou a demanda por materiais inovadores e os volumes totais do Grupo cresceram 7,5% em relação ao ano anterior.

As atividades de negócios da Covestro estão focadas na fabricação de polímeros de alta tecnologia e no desenvolvimento de soluções inovadoras para produtos usados em muitas áreas. Os principais segmentos atendidos são o automotivo, eletroeletrônico, construção e também as indústrias de esportes e lazer.

A rentabilidade da empresa foi melhorada. A Covestro alcançou 11,9 bilhões de euros como resultado de menores preços de vendas e efeitos financeiros. E em 2016 o crescimento de volumes totais superou o PIB global de forma significativa. A companhia aumentou os volumes de vendas e otimizou ainda mais a utilização de suas capacidades de produção já existentes.

“A crescente demanda por nossos inovadores e sustentáveis produtos mostra que estamos conseguindo substituir os materiais tradicionais por plásticos de qualidade superior”, explica o CEO Patrick Thomas.

A empresa também iniciou a expansão de unidades em regiões de grande crescimento. Na Ásia, deu início a uma operação para a produção de matérias-primas para revestimentos (HDI) e duplicou sua capacidade para policarbonatos. Na Europa não é diferente, a plataforma está sendo otimizada.

De outubro a dezembro de 2016, os volumes totais subiram 4,8% na comparação com o mesmo período do ano anterior. Graças ao aumento nos preços de vendas, as vendas do Grupo subiram 7,8% alcançando 3 bilhões de euros. O lucro líquido de 124 milhões de euros também ficou bem acima do quarto trimestre de 2015 (-84 milhões de euros).

Para 2017, o crescimento esperado é para continuar trabalhando e desenvolvendo materiais inovadores em linha com a visão da companhia. “Com nosso claro foco em um crescimento sustentável em linha com as macrotendências globais nós estabelecemos uma forte posição para lucrar com a evolução do mercado em longo prazo. Encaramos 2017 com muita confiança”, delcara Patrick Thomas.

A Covestro também se considera bem posicionada em um mercado marcado por incertezas geopolíticas e volatilidade econômica e espera um desempenho sólido em relação aos indicadores-chave em 2017.

Tag

Artigos relacionados