Braskem
EconomiaEmbalagemNotíciasPlásticoSustentabilidade

Conheça quais são os tipos de plástico reciclável e como identificá-los

Saiba as classificações do plástico em sua reciclagem e como estão presentes em nosso dia a dia

Sabemos que o plástico é um material que pode ser utilizado de diversas formas, e os principais tipos de plásticos recicláveis são aqueles que podem ser transformados em altas temperaturas, mas é algo não ocorre com todos. Por este motivo é de extrema importância a realização uma triagem do material plástico antes do processo de reciclagem.

Sua classificação se divide em duas categorias: termoplásticos e termorrígidos. Os termorrígidos, conhecidos também como termofixos, são polímeros que por conta de sua rigidez não se alteram com a temperatura e quando se decompõem, não podem ser fundidos e/ou remoldados novamente. Já os termoplásticos tomam uma forma endurecida quando frio, mas se tornam líquidos quando são aquecidos, além da capacidade de serem remoldados e poder sempre tomar uma nova forma.

Com certeza você já deve ter visto um símbolo em alguma embalagem plástica, um triângulo formado por três setas com um número de identificação, isso serve como uma forma de classificação quando é levado para reciclagem. No Brasil, a norma técnica do plástico (NBR 13.230:2008) separa os plásticos recicláveis em 6 tipos, seguindo os critérios internacionais: PET, PEAD, PVC, PEBD, PP e PS

Os números classificatórios são de 1 a 7, entretanto, do 1 ao 6 são os mais comuns de serem reciclados, além disso, essa simbologia não é obrigatória, mas é muito usada entre os fabricantes.

Vamos conhecer quais são esses tipos de plásticos recicláveis e suas características:

  1. PET (Tereftalato de Polietileno)

O PET é formado pela reação do ácido tereftálico e o etileno glicol, é um dos plásticos recicláveis mais comuns. Sua aplicação é utilizada na fabricação de garrafas de água e refrigerante, embalagens de produtos de limpeza, entre outros.

2.    PEAD (Polietileno de Alta Densidade)

O PEAD é formado pela reação da união sucessiva de monômeros, que nesse caso são moléculas do etileno, é bastante utilizado na fabricação de tampas e embalagens de produtos de limpeza, de óleo, frascos de shampoo, potes e utensílios domésticos.

3.    PVC (Policloreto de Vinila)

O PVC é formado por cloro e eteno (derivado do petróleo), sendo muito encontrado em construções civis nas tubulações de água e esgoto, também pode ser identificado em embalagens de água mineral e potes de maionese. Não apenas isso, mas por ser um plástico mais resistente, pode ser utilizado em calhas, cones de sinalização e até brinquedos.

4.    PEBD (Polietileno de Baixa Densidade)

O PEBD é formado através da polimerização do etileno, sendo usado na fabricação de sacolas de supermercados, embalagens de biscoito, massas, leite, sacos de lixo e até mesmo para materiais hospitalares.

5.    PP (Polipropileno)

O PP é formado a partir do gás propeno, sendo utilizado principalmente em peças técnicas e embalagens retornáveis no setor industrial automobilístico, mas pode também ser usado em potes, carcaças de baterias automotivas, frascos, caixas de bebidas, cordas, tubos para água quente e até fios e cabos. Sua alta resistência a choques mecânicos garantem uma maior durabilidade.

6.    PS (Poliestireno)

O PS é formado a partir da polimerização do monômero de estireno, é usado na fabricação de potes para alimentos, como sorvetes, iogurtes, doces, brinquedos, produtos descartáveis, como copos plásticos e em algumas partes de eletrodomésticos, como parte interna de portas de geladeira. Além de materiais para construção civil, como telhas, forros e revestimentos.

  1. Outros Plásticos

Como já havíamos falado acima, existe até a numeração 7, que é nomeada como Outros. Estes plásticos são reaproveitados para fabricação e para reciclagem energética, um processo em que é aproveitado o valor calorífico do resíduo plástico.

Por fim, é importante lembrar que todos os materiais devem ser descartados de forma adequada, procure sempre por um ponto de coleta seletiva, assim o plástico após ser usado, pode ser reciclado e aplicado no processo de fabricação de outros produtos.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
close-link