Bulher
Mais LidasPlástico

Conheça o System 002, equipamento que recolheu 9 toneladas de lixo plástico do oceano

Explore a invenção do holandês Boyan Slat, o sistema mais eficaz para remover grandes quantidades de plástico do oceano 

Desde 2013, a organização não governamental Ocean Cleanup desenvolve tecnologias avançadas para eliminar os plásticos do oceano. O site da Designboom apontou que sua mais recente solução de limpeza em larga escala, System 002, concluiu recentemente o teste Great Pacific Garbage Patch e obteve grande sucesso. 

Durante o trabalho de seis semanas, que começou em 12 de setembro, o dispositivo, também conhecido como Jenny, já havia participado de outros 70 testes menores e alcançado a maior captura de plástico marinho até agora em uma extração: 3,8 toneladas.

Isso significa que o Ocean Cleanup pode estar perto de seu maior objetivo: limpar a grande quantidadede lixo do pacífico, um entulho concentrado entre a Califórnia e o Havaí. Estima-se que essa massa contenha 1,8 trilhão de peças plásticas, e sua área equivale aos territórios somados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Como funciona o System 002?

De acordo com a Ocean Cleanup, ele funciona arrastando uma costa artificial de 800 metros de comprimento por uma área oceânica onde o plástico se acumula. Dois barcos o puxam em ambas as extremidades para formar uma barreira flexível em forma de U, para coletar o plástico flutuante em uma área de espera. O barco se move a uma velocidade de 0,75 metros por segundo e a linha costeira artificial tem 1.800 metros de comprimento.

Durante o período de teste, a Ocean Cleanuputilizou o System 002 em 22 de setembro de 2021, obtendo a maior captura de plástico marinho até agora em uma única extração, recolhendo 3,8 toneladas de resíduos. Em comparação com o cenário que enfrentamos, estima-se que existam cerca de 80.000 toneladas de ilhas de lixo no Oceano Pacífico; limpar todos esses materiais exige muito trabalho, mas esta é a primeira vez que istoparece possível.

Devido ao sucesso deste último teste, o System 002 deverá retornar ao Pacífico em breve para coletar mais informações e colher mais plástico.

Resíduos coletados são transformados em óculos de sol

O lixo coletado agora está sendo transformado em produtos. O primeiro disponível para o público são óculos de sol feitos com o plástico coletado pela organização em 2019. Eles foram pensados para ser propriamente reciclados quando chegarem ao final de seu ciclo de vida, projetados na Califórnia por Yves Béhar. 

A receita total, isto é 100% das vendas destes óculos de sol vão diretamente para as operações de limpeza contínuas. A estimativa é que serão capazes de limpar uma área equivalente a cerca de 24 campos de futebol do Great Pacific Garbage Patch com os rendimentos de apenas um par de óculos de sol. Se venderem todos os pares, isso significa que poderemos limpar o oceano de meio milhão de campos de futebol.

Além do System, o Interceptor também está trabalhando em outros locais. Ele é um dispositivo flutuante movido a energia solar projetado para retirar o plástico dos rios antes que ele chegue aos oceanos. Ele é capaz de coletar, por dia, 50.000 kg de lixo de um rio,e é um importante passo em direção à limpeza dos 1.000 rios mais poluídos do mundo.

Conheça mais sobre a ideia de Boyan Slat

Aos 16 anos, Boyan Slat – responsável pelo projeto, viu mais sacolas plásticas do que peixes ao mergulhar na Grécia. Ele pensou: “Por que não podemos simplesmente limpar isso?” Essa pergunta o levou a pesquisar o problema da poluição do plástico para um projeto escolar. Ele aprendeu sobre o acúmulo de plástico em cinco grandes giros oceânicos, sendo o maior deles a Grande Mancha de Lixo do Pacífico. Em 2012, Boyan Slat deu uma palestra TedX sobre como livrar os oceanos do plástico usando a tecnologia. O vídeo se tornou viral, e o ímpeto que se seguiu permitiu que ele largasse a escola e encontrasse The Ocean Cleanup.

Depois de anos de pesquisa, desenvolvimento, teste e iteração, o The Ocean Cleanup possui agoratecnologias para interceptar o plástico em rios, antes que ele atinja o oceano, e tecnologias capazes deremover o plástico que já está lá fora – que vêm se acumulando há décadas.

A quantidade de lixo do oceano é enorme, para limpar com eficácia uma área de tal magnitude, é necessária uma solução calculada e eficiente em termos de energia. Mantendo uma diferença de velocidade relativa entre o sistema de limpeza e o plástico, podemos concentrar o plástico para a extração. 

O plástico colhido será levado de volta à costa para reciclagem, no qual realizaram o primeiro produto, os óculos de sol, a receita ajuda a financiar osesforços contínuos de limpeza.

Interceptors são a resposta para resíduos plásticos nos rios 

Os rios são a principal fonte de poluição do plástico do oceano. São as artérias que transportam os resíduos da terra para o oceano. Nossa pesquisa descobriu que 1.000 rios são responsáveis ​​por cerca de 80% da poluição fluvial.

Para livrar os oceanos do plástico, é necessário não apenas limpar o que já está lá fora, mas também impedir que novos plásticos entrem no oceano. Trabalhando em conjunto com líderes governamentais, indivíduos e empresas privadas, oobjetivo da organização é combater esses 1000 rios mais poluentes em todo o mundo, em cinco anos a partir da implantação.

Interceptor é a resposta da The Ocean Cleanup para os resíduos plásticos do rio. É a primeira solução escalonável para evitar que o plástico entre nos oceanos dos rios.

É 100% movido a energia solar, extrai plástico de forma autônoma e é capaz de operar na maioria dos rios mais poluentes do mundo.

Como funciona os Interceptors?

Os resíduos do rio que fluem com a corrente são guiados pela barreira em direção à abertura do Interceptor. Graças ao design do catamarã do Interceptor, o caminho do fluxo de água é otimizado para passar pelo sistema, levando o plástico para a correia transportadora. A corrente move os detritos para uma correia transportadora, que continuamente extrai os detritos da água e os entrega ao ônibus espacial.

Um ônibus espacial distribui automaticamente os detritos por seis lixeiras. Usando os dados do sensor, os recipientes são enchidos igualmente até atingirem a capacidade total. O Interceptor pode armazenar até 50m³ de lixo antes de precisar ser esvaziado, isso significa que ele é capaz de operar até mesmo nos rios mais poluídos do mundo.

Quando o interceptor está quase cheio, ele envia automaticamente uma mensagem de texto para as operadoras locais virem coletar os resíduos. Em seguida, os operadores removem a barcaça, trazem-na para a margem do rio, esvaziam as lixeiras, enviam os detritos para as instalações de gerenciamento de resíduos locais e devolvem a barcaça ao Interceptor.


A Limpeza do Oceano é um projeto, e a meta é atingir uma redução de 90% do plástico flutuante do oceano até 2040. O objetivo da Ocean Cleanup é sair do mercado assim que os oceanos estiverem limpos.

Quer estar sempre informado sobre a indústria do plástico? Preencha o nosso formulário para receber novidades e conteúdo de qualidade do mercado plástico.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo