Bulher
EmpresaNotíciasPerguntasPlástico

Como funciona o tratamento de superfícies níquel duro químico?

O tratamento de níquel químico garante resultados positivos para a sua peça, em relação a propiciar uma camada protetora contra corrosão, resistente à abrasão e com plena aderência às peças metálicas. Com isso, é possível obter maior durabilidade e qualidade.

Os níqueis químicos possuem diferentes tipos, com alto teor de fósforo e com baixo teor, onde cada um oferece resistências diferentes para as peças.  No tratamento de superfícies níquel químico, as peças metálicas são imersas em uma solução aquosa, estando presente a reação autocatalítica dos sais de níquel com um hipofosfito de sódio, que é um redutor. Assim, o processo de tratamento superficial níquel químico dispensa a necessidade de corrente elétrica.

Aplicações

O tratamento de superfícies a base de níquel químico é realizado em diversos tipos de peças metálicas, como aços, bronze, latão, alumínio e outros. Com o tratamento, a durabilidade e resistência do material será elevada, evitando oxidação, corrosão e outros problemas que podem surgir e danificar suas peças.

Ainda com o tratamento superficial níquel químico, é possível obter um acabamento estético com proteção por isolamento devido ao fato de que as camadas níquel-fósforo possuem estrutura densa e amorfa, excluindo qualquer chance de porosidade.

Componentes

No tratamento de superfícies com níquel químico é realizado um “banho” na peça metálica, aumentando assim a sua durabilidade. Com esse tratamento, não a necessidade de corrente elétrica e as suas peças serão indicadas para ambientes mais adversos, como indústrias petrolíferas.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Mulheres do Plastico
close-link
close-link