Braskem
NotíciasPerguntas

Como funciona injetoras para termoplásticos?

Existe mais de um tipo de injetoras para plásticos, e são eles: injetoras manuais, hidráulicas, híbridas e elétricas.  A máquina injetora é composta de um funil, uma rosca, um cilindro, e um bico de injeção, além de outros componentes que fazem estágio de alimentação, compreensão, fusão e injeção.

O objetivo principal das injetoras é derreter o polímero e esculpir a matéria-prima de acordo com o molde e a finalidade do item desejado.

A máquina injetora é composta de um funil, onde as matérias-primas são inseridas em um barril para transportar os materiais até a unidade de aquecimento. Um aquecedor que derrete o material em um líquido, em um local para bombear o líquido dentro do molde. Seguido por uma unidade que solidifica a forma e por fim um ejetor que expulsa o produto acabado.

Para produzir um produto por injeção, a resina líquida é despejada no funil, onde também são despejados corantes ou tintas. E algumas imperfeições na superfície do produto são corridas através da regulação da temperatura do molde, dos níveis de umidade ou dos níveis de pressão.

O molde vai determinar o formato do produto acabado, resfria o líquido para que ele se torne então um metal sólido. Enquanto esse processo está no caminho, as placas de moldes são mantidas juntas por uma força, e os moldes são projetados para resinas específicas.

Aplicações

As máquinas injetoras são muito utilizadas pelas indústrias de plástico, mas também podem ser encontradas nas indústrias químicas, e nas indústrias de transformação de termoplástico. Apresentando funções específicas para as indústrias.

Componentes

As injetoras são compostas por equipamentos como, funil, rosca, um cilindro, e bico de injeção, além de outros componentes que fazem estágio de alimentação, compreensão, fusão e injeção.

Links:

Artigos relacionados

Verifique também

Fechar
Botão Voltar ao topo