Bulher
Plástico

Conheça as aplicações e processos do polipropileno, uma das resinas mais utilizadas no mundo

Saiba como o polipropileno é utilizado na indústria e suas aplicações no dia a dia

Neste conteúdo exclusivo da TalkPlast com a Plástico Virtual, Junior Facin, fundador do canal, conta sobre as aplicações do polipropileno, que são milhares, como para-choque de carros, cadeiras, batentes, o setor de eletrodomésticos e muito mais.

Como surge o polipropileno? Grande parte dos plásticos vem do petróleo, especificamente da nafta, um subproduto do petróleo. A nafta é encaminhada para uma petroquímica e passa por um processo em que é craquelada, deste craquelamento é gerado o eteno e o propeno.

O propeno é um gás considerado a base do polipropileno, quando esse gás é mandado para um reator, nesse processo de polimerização do propeno, é obtido um homopolímero polipropileno. Quando o propeno é reagido com o eteno (na massa média de 6%), é gerado o copolímero de polipropileno, esta é a diferença de copolímero e homopolímero.

Essa resina pode ser aditivada com diversos materiais, como carga e talco, aplicação de fibras, onde em algumas aplicações o PP com fibra substitui até mesmo a poliamida com fibra. Dentre estes, podemos destacar os aditivos para aumento ou diminuição de fluidez, podendo ser encontrado também o polipropileno de baixa, média e alta fluidez.

Facin aborda pontos como aplicações do material, processos, funcionalidade, índice de fluidez e média de valores no mercado. Confira o vídeo da TalkPlast na íntegra e conheça os pontos importantes sobre o polipropileno, a segunda resina mais utilizada no mundo.

Quer estar sempre informado sobre a indústria do plástico? Preencha o nosso formulário para receber novidades e conteúdo de qualidade do mercado plástico.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo