Braskem
COVID-19EconomiaNotíciasPlástico

[COVID-19]: Governo oferece novas soluções para ajudar no combate

O coronavírus tem causando impactos ao redor do mundo com paradas do mercado e preços instáveis

Devido aos impactos do COVID-19 no mundo, a moeda norte-americana se mostra instável e continua alta, sendo vendida a R$5,26. Os preços do petróleo saltaram cerca de 10%, após o presidente dos EUA, Donald Trump, afirmar que espera que a Arábia Saudita e Rússia encerrem a disputa pelo mercado. O petróleo está sendo cotado a R%27,12 dólares por barril.

O Governo, promete banca parte dos salários reduzidos, mas só até o teto do seguro-desemprego, para ajudar no combate ao coronavírus. O Ministério da Saúde contabiliza 6.932 infectados.

Para Laercio Gonçalves, CEO da Activas, o COVID-19 trouxe muitas dúvidas e incertezas no mundo todo e na empresa até o momento, a atuação é manter a operação de distribuição de resinas termoplásticos para os que produzem insumos essenciais. “O plástico nesta crise, está invertendo o seu “papel” de vilão a herói. Trata-se de uma crise diferente, o banco central fez uma revisão derrubando a projeção do PIB, isso pode atrasar em um ano a economia. Entretanto, as nossas expectativas são de vendas estáveis, mas sem grandes contrates”, afirma.

Quer saber mais sobre a indústria do plástico? Preencha o nosso formulário para saber mais novidades receber os conteúdos de qualidade do mercado plástico.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Mulheres do Plastico
close-link